Seja bem vindo!



Cubatão é mesmo uma cidade incrível, com uma vocação artística surpreendente. Para mostrar tudo isso é que foi criado este espaço virtual. O blog é dedicado a toda e qualquer manifestação cultural produzida aqui. Todos os segmentos da arte reunidos sem complicação ou frescura. Entre em contato...

artesdecubatao@gmail.com



quarta-feira, 29 de setembro de 2010

MUITO TEATRO NO KAOS EM OUTUBRO

EDITAL DO PROGRAMA DE APOIO À TADUÇÃOD E AUTORES BRASILEIROS

O Programa de Apoio à Tradução de Autores Brasileiros 2010 - 2º semestre objetiva difundir a cultura e a literatura brasileiras no exterior. O Programa concede bolsas de tradução a editoras nacionais e estrangeiras, com a finalidade de apoiar a tradução do autor brasileiro. É instituído pelo Ministério da Cultura (MinC), por meio da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Coordenadoria Geral do Livro e da Leitura (CGLL), em conexão com a Coordenadoria Geral de Pesquisa e Editoração (CGPE).

Para esclarecimento de dúvidas, entrar em contato através do telefone (21) 2220-2057 ou pelo e-mail cgll@bn.br (indicando no assunto: Programa de Apoio à Tradução de Autores Brasileiros 2010 - 2° semestre).

LINK DISPONÍVEL ABAIXO
http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2010/08/edital-bolsa-de-traducao-2010-2o-semestre-pdf.pdf

BANDA SINFÔNICA DE CUBATÃO APRESENTA "SOM DAS ESTRELAS"

Uma viagem musical pelas trilhas sonoras de Star Trek, Star Wars e outros temas estelares. O Concerto é no dia 9/10 às 20h30, com entrada franca

O universo será o limite de uma intensa viagem através da música. É neste clima que a Banda Sinfônica de Cubatão traz para os nossos ouvidos o Concerto "Som das Estrelas". Será no dia 9/10, às 20h30, no Bloco Cultural (Praça dos Emancipadores, s/nº), com entrada gratuita. Desta maneira, as aventuras de Star Wars e Star Trek e outras composições ganharão forma de um espetáculo musical.

“A Força” vai estar em Cubatão através das canções de Star Wars ou Guerra nas Estrelas, compostas por John Williams. Diversas músicas da Trilogia estão no repertório: os temas de Darth Vader, da Princesa Leia, do Mestre Yoda, Batalha na Floresta e lógico, o conhecido tema de Star Wars, vencedor do Oscar de Melhor Trilha Sonora e Globo de Ouro em 1977. Todas essas melodias receberam arranjos especiais de Donald Hunsberger para formação sinfônica. Em Guerra nas Estrelas é possível notar a verdadeira genialidade de John Williams, que sabe perfeitamente como embalar uma aventura. A Trilogia é um épico que cruza fronteiras das gerações em parte pelos grandes temas, que são imortais. John Williams é um dos compositores mais influentes da história do cinema e responsável pelas trilhas sonoras de Superman, Tubarão, Jurassic Park , ET, entre outros.

A viagem espacial continua, desta vez, a bordo de Jornada nas Estrelas – Star Trek Through the Generations, arranjo musical de Hans Der Heide. A bela composição, de Jerry Goldsmith, que marcou os episódios de Star Trek, recebeu indicação ao Oscar de melhor trilha sonora e ainda faz sucesso por onde passa.
Star Trek é uma marca da ficção científica. Da série, criada em 1960, vieram 11 filmes, livros, desenho animado, muitos jogos, parque temático em Las Vegas, enciclopédia e milhões de fãs espalhados por todo o mundo. Neste universo, a humanidade desenvolveu a tecnologia das viagens espaciais mais rápidas que a luz em uma fase pós-apocalíptica.  Quando a série estreou nas TVs norte-americanas, certamente não se imaginaria o quão longe ela poderia chegar, com esta "vida longa e próspera".

A Banda Sinfônica apresenta, ainda, outras obras que abordam temas interplanetários como duas peças da obra "Os Planetas", de Gustav Holst. O compositor tentou juntar, em uma sinfonia, os significados de sete planetas do sistema solar (aqueles descobertos até o ano de 1916, quando a obra foi elaborada). Nos temas "Marte, deus da Guerra" e Júpiter, deus da Alegria",  que serão executados pela Sinfônica de Cubatão, encontraremos canções com um ar místico e sobrenatural, resultado das influências do estudo da astrologia, literatura hindu e música folclórica de Holst. Nestas peças, o compositor faz uma incursão pela personalidade do homem, fazendo uma bela leitura dos planetas.

Destaque também para "Constellations" do compositor contemporâneo James Curnow. Elaborada em 1995, a peça nos leva um verdadeiro passeio por entre as estrelas, a grandes constelações. Curnow compôs muito material para bandas de concerto, de metais, solos instrumentais e ensembles, das mais variadas dificuldades técnicas. Nessas interpretações, o maestro da Sinfônica, Marcos Sadao Shirakawa, e o regente-assistente Ulysses Damacena se revezam no comando da equipe, que estará completa no palco, com seus quase 90 músicos tocando 22 instrumentos musicais diferentes, entre metais, madeiras e percussão.

Outras datas – A Banda Sinfônica continua a maratona de apresentações neste mês. Dia 14/10, às 10h30 e às 14h00, os músicos levam o Concerto Didático a crianças da UME Estado do Pará, na Vila dos Pescadores (Av. Ferroviária, s/nº). E no dia 28/10, às 20h30, a Banda sobe ao palco do Teatro Coliseu, em Santos (Rua Amador Bueno, 138) apresentando "Circo Místico", inspirada na obra de mesmo nome, de Chico Buarque e Edu Lobo.


Serviço
Banda Sinfônica apresenta Concerto "Som das Estrelas"
Dia 9/10 às 20h30
Local: Bloco Cultural – Pça. Dos Emancipadores, s/nº
www.sinfonicadecubatao.org.br
Entrada gratuita

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Arquivo PMC

NATUREZA E BELAS PAISAGENS NO SAGUÃO DO PAÇO MUNICIPAL

Exposição da artista plástica Delphina Rosane e de seus alunos ficará aberta até o dia 1º de outubro

Um passeio pelo mundo colorido da natureza, das paisagens campestres e à beira mar. A artista plástica Delphina Rosane e os alunos de seu atelier retratam toda essa beleza em uma exposição no saguão do Paço Municipal de Cubatão. Quem passar por ali até o dia 1º de outubro, poderá conferir quase 50 obras em óleo sobre tela, a maioria delas à venda.

Esta é a 4º exposição realizada pela artista em parceria com seus alunos. O objetivo é divulgar os trabalhos realizados durante o ano, demonstrando a evolução técnica dos estudantes da Arte. A Mostra reúne telas de 24 artistas, incluindo a professora.

Entre os expositores, podemos destacar a participação de Luan Melo de Oliveira, de 17 anos, portador de necessidade especial. De acordo com Delphina Rosane, a pintura tem melhorado até mesmo a coordenação motora de Luan: "Ele é um aluno bastante dedicado. Tem aulas três vezes por semana e nunca falta", afirma, orgulhosa.

Nesta edição da Mostra é possível ver muitas pinturas com temas infantis, como filhotes de cachorro, gatos e outros animais, além de paisagens que nos remetem às férias no campo. Resultado da participação das crianças nas aulas. Jéssica é um exemplo: com apenas oito anos está expondo pela primeira vez, é a aluna mais jovem do Atelier.

Delphina Rosane é professora de Artes Plásticas e trabalha com pintura (óleo sobre tela) há mais de 10 anos, além de se aventurar pelas artes da escultura e literatura. Atualmente é professora de Educação Artística no Colégio Ateneu Santista, ministra oficinas de pintura em tela inclusive para pessoas com necessidades especiais em seu Atelier, que funciona na própria casa da artista, se tornando uma extensão de seu próprio lar.

Serviço
Exposição de Artes Plásticas de Delphina Rosane e alunos

De 27/9 a 1º/10
local: Saguão do Paço Municipal, Pça. Dos Emancipadores, s/nº

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Ana Borges

MUITAS RISADAS NA BIBLIOTECA

1º Terapia do Riso leva humor e descontração dia 1º/10, às 19h30, com entrada gratuita

A Biblioteca de Cubatão vai se encher de boas gargalhadas na semana que vem. Será realizada na próxima sexta-feira, dia 1º, a partir das 19h30, a "Terapia do Riso", um encontro que promete levar ao público casos bem-humorados e muitas piadas. Quem está à frente do projeto é Toninho Ribeiro, conhecido em Cubatão por comandar um programa de mesmo nome em uma TV comunitária da Cidade (TV Polo). Há três anos compondo a grade desse canal de televisão, Toninho Ribeiro participou duas vezes do Show do Tom, na Rede Record, levando suas engraçadas histórias ao quadro que revela novos comediantes.

O objetivo desse encontro é oferecer um pouco de bom humor, promovendo um bem estar nas pessoas, de acordo com o idealizador. "Quero também acabar com o ar 'sisudo' que muitas pessoas acreditam que as bibliotecas têm", afirma Toninho. Antônio Martins Ribeiro é servidor público, figura bastante conhecida no Município, e diz que sempre gostou de contar piadas, vendo em situações cotidianas uma pitada de humor.

A Terapia do Riso é considerada hoje um método terapêutico existente desde a década de 1960. Foi propagado pelo médico americano Hunter Adams chamado de "Patch Adams", que desde a época de estudante já implantava o método em hospitais e escolas (história que virou filme em Hollywood). O médico observou o baixo estado de alegria e de humor em seus doentes. Então, resolveu introduzir a terapia do riso, implantando atitudes envolvendo autoestima, amor próprio e o bom humor. Os benefícios não param de ser estudados e relatados. Hoje, profissionais de todas as áreas da ciência e do conhecimento chegam a um consenso: rir ainda é o melhor remédio.

Serviço
1ª Terapia do riso na Biblioteca de Cubatão
Dia 1º/10 às 19h30
Avenida Nove de Abril, 1977
Entrada gratuita

MAIS UMA CUBATENSE LANÇA LIVRO NA CIDADE

“Simplesmente Nadia” conta a história de vida de Nadia Spiti, da Vila Light e dos anos de chumbo da ditadura. O evento foi neste sábado (25/9)

Mais uma cubatense se torna escritora. Desta vez, Nadia Nunes Spiti, ex-moradora da antiga Vila Light realizou evento na Biblioteca Municipal para lançamento da autobiografia “Simplesmente Nadia”. O livro conta sua trajetória de vida, costurando ponto a ponto com a história da Vila Light, de Cubatão e dos anos de chumbo da ditadura. A tarde de autógrafos contou com a presença de dezenas de ex-moradores da Light, amigos de Nadia que decidiram prestigiar o evento.

BANDA DO BEC ENCANTA EM CONCERTO DIDÁTICO

Mais de 300 crianças de vários bairros da cidade prestigiaram neste sábado (25/9) o Concerto Didático do Programa BEC – Banda Escola de Cubatão. Os meninos e meninas fazem parte do curso de Musicalização Infantil do BEC. Para a maioria, a diversão foi garantida, pois os músicos foram os próprios professores do Programa. Trazendo um repertório eclético que incluiu música erudita, popular e até temas de desenhos animados, os instrumentistas encantaram a meninada. O Maestro Marcos Sadao Shirakawa, que é coordenador do BEC e também regente da Sinfônica de Cubatão, falou sobre a diferença entre os instrumentos musicais, a diferença entre Banda Sinfônica e Orquestra, despertando curiosidade nas crianças que agora, vão escolher que instrumento musical vão aprender na prática.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

VISITAS MONITORADAS À 29º BIENAL DE SÃO PAULO

O programa REDE de ARTE do ProjetoCultura preparou diversos roteiros ligados à Bienal de 2010. São visitas guiadas e comentadas por professores especialistas em arte contemporânea. Alguns dos roteiros contam também com aulas que acontecerão na Fundação Ema Klabin.
Veja um dos programas a seguir:
São quatro encontros diferentes que abordam distintos artistas presentes na feira. Cada encontro é composto por uma aula expositiva e uma visita à Bienal. Os roteiros são independentes, permitindo ao aluno se inscrever em todos ou naquele que desejar.
Os encontros acontecem às quartas-feiras, das 20h30 às 22h30, na Fundação Ema Klabin e às quintas-feiras, das 19h às 22h, na Bienal.


SITE PARA INSCRIÇÃO:
http://www.projetocultura.com.br/linksinternos/l33BIENAL/bienal.htm

Serão abordados os trabalhos de dois a quatro artistas por encontro, enfocando sua produção anterior e o trabalho desenvolvido para a Bienal.
Cada encontro terá uma aula de duas horas de duração na Fundação Ema Klabin e uma visita de três horas de duração à Bienal, em dias consecutivos.
Valor por encontro de 2 aulas: R$ 160,00
Valor para os 4 encontros, pagamento à vista com 20% de desconto: R$ 512,00
Ministrantes: Ana Teixeira e Iara Freiberg *


ENCONTRO 1

Materialidade como discurso (o olhar através do objeto)
20 de outubro, quarta-feira, das 20:30 às 22:30, na Fundação Ema Klabin
21 de outubro, quinta-feira, das 19:00 às 22:00, na Bienal
Introdução

  • Instalação
Artistas apresentados
Amélia Toledo, Ernesto Neto, Nuno Ramos, Henrique Oliveira, Tatiana Blass


ENCONTRO 2

Imaterialidade como discurso (a obra além do objeto)
27 de outubro, quarta-feira, das 20:30 às 22:30, na Fundação Ema Klabin
28 de outubro, quinta-feira, das 19:00 às 22:00, na Bienal
Introdução

  • Arte conceitual
Artistas apresentados
Alice Miceli, Cinthia Marcelle, Daniel Senise, Flávio de Carvalho, Hélio Oiticica, Lygia Pape, Nelson Leirner


ENCONTRO 3

O discurso dos meios (a obra-objeto)
17 de novembro, quarta-feira, das 20:30 às 22:30, na Fundação Ema Klabin
18 de novembro, quinta-feira, das 19:00 às 22:00, na Bienal
Introdução

  • Arte-objeto
Artistas apresentados
Albano Afonso, Anna Maria Maiolino, José Spaniol, Marcius Galan, Rochele Costi, Rosangela Rennó


ENCONTRO 4

Outros discursos (o não-objeto)
24 de novembro, quarta-feira, das 20:30 às 22:30, na Fundação Ema Klabin
25 de novembro, quinta-feira, das 19:00 às 22:00, na Bienal
Introdução

  • Performance / ações urbanas / obras sonoras / arte postal
Artistas apresentados
Antonio Dias, Cildo Meireles, Fábio Morais, José Leonilson, Marilá Dardot, Paulo Bruscky

Ana Teixeira é artista e mestra em Poéticas Visuais pela USP. Sua prática é principalmente voltada para a arte relacional, a produção de desenhos, objetos e instalações. Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior. Ministra cursos sobre arte contemporânea e seus trabalhos podem ser vistos no endereço eletrônico: www.anateixeira.com

Iara Freiberg é artista visual formada pela USP. Sua prática é focada em intervenções e instalações em espaços expositivos e no espaço público. Participou de diversas exposições no Brasil e no exterior. Trabalha na área de museologia e produção de exposições em instituições públicas e privadas.

ELISABETH SAVALLA APRESENTA PEÇA DE TEATRO DE GRAÇA NO JARDIM CASQUEIRO

O espetáculo "Friziléia, uma esposa à beira de um ataque de nervos" acontece será encenado em Cubatão nos dias 24 e 26 de setembro e faz parte do projeto "Teatro de graça na praça"

A peça será apresentada no dia 24/9, na Praça Francisco da Silva Cardoso (ao lado do Centro Esportivo Pita, na Vila Nova) e no dia 26/9, na Praça da Independência, no Jardim Casqueiro, sempre às 19 horas. A entrada é gratuita e a duração da peça é de aproximadamente 1h20m. 

A atriz fala que a sensação de apresentar uma peça de teatro ao ar livre e para milhares de pessoas é única. "No início, a platéia fica inquieta, mas como todos nós gostamos de uma história, em menos de 15 minutos, o público se envolve, identifica e fica atento ao espetáculo. É fascinante observar as reações das pessoas".  

A peça - Interpretada por Elizabeth Savala, Friziléia é uma mulher comum que se casou por pressão da sociedade e se tornou uma dona-de-casa. A personagem remete a uma nova versão da "Amélia", do cancioneiro popular, mas com um final diferente. Ela está à beira de um ataque de nervos por causa do cansaço da rotina e das obrigações de esposa, mãe, irmã, nora e mulher. 

O espetáculo "Friziléia, uma esposa à beira de um ataque de nervos" narra algumas passagens do dia em que ela chega ao limite. Cansada de ser explorada por todos e para chamar atenção para sua condição de vítima, Friziléia começa a pensar em inúmeras formas cruéis e dolorosas de cometer suicídio.
Texto: Ana Borges e Carla Martuscelli

JOÃO CARLOS MARINHO LOTA DE JOVENS A BIBLIOTECA DE CUBATÃO

O autor participou do projeto Viagem Literária nesta quarta-feira


O escritor João Carlos completa 75 anos daqui alguns dias, mas o seu discurso realmente não tem idade. Tanto que a Biblioteca Municipal de Cubatão ficou simplesmente lotada de jovens entre 11 e 14 anos, adolescentes que queriam ouvir pessoalmente as histórias daquele que é um dos maiores autores da literatura infantojuvenil brasileira. João Carlos Marinho participou de mais uma etapa do projeto Viagem Literária nesta quarta-feira (22/9) à tarde. Participaram alunos das Unidades Municipais de Ensino Bernardo José Maria de Lorena (Vila Nova) e Mário de Oliveira (Vale Verde). 
Não bastaram as dezenas de cadeiras disponíveis na Sala de Leitura da Biblioteca. Os estudantes não demoraram a sentar no chão e, de olhos atentos, prestar atenção à palestra de João Carlos Marinho. O autor iniciou o encontro falando um pouco de sua vida e do primeiro título que escreveu, "O gênio do crime", tema do bate-papo, inclusive. Embalado por suas vivas memórias da época em que colecionava figurinhas de futebol, o escritor teceu uma linha que o aproximou de cada adolescente ali: a busca pela novidade. Para ele, participar do Viagem Literária lhe proporciona a oportunidade de estar em contato com alunos de escolas públicas, o que considera incrível: "Minha missão agora é cuidar dos netos e estar em lugares tão simpáticos como esse para falar da minha Literatura", disse. 

"O gênio do crime" narra as aventuras de um grupo de amigos que investiga um bando de falsificadores de álbuns de figurinhas. E foi essa história divertida que encheu a tarde dessa meninada que não parava de perguntar. João Carlos Marinho respondeu a todas as questões pacientemente: sobre sua vida, do tempo em que estudou na Suíça, do ofício de ser escritor, da inspiração para criação de cada obra. Muitos ali descobriram que o autor morou na cidade de Santos quando era criança. "Quando cheguei aqui e vi o prédio maravilhoso da Biblioteca de Cubatão me lembrei das construções que existiam em Santos, da época em que eu vivi lá. Me senti em casa", afirmou João Carlos.


Falando sobre "Gênio do crime" e outros de seus romances em prosa, 12 deles dedicados ao mundo infantojuvenil e mais quatro aos adultos, Marinho discursou sobre o ofício de escrever e falou, em tom de conselho, sobre a vocação própria que cada um deve seguir na vida. "Queria mesmo era fazer histórias em quadrinhos. Mas depois de um ano de aulas de desenho, quando ainda morava em Santos, desenhava pior do que quando comecei. Desisti dos quadrinhos e foquei somente na Literatura", disse, orgulhoso de sua escolha

De acordo com ele, todo escritor precisa ter intimidade com a Literatura, e também com a vida. Antes de escrever seus livros, os escritores vivem, têm experiências e transportam tudo isso para o papel. E foi isso que ele fez em "O gênio do crime". A história que encantou várias gerações é, até hoje, uma das mais divertidas sagas da Literatura Infantojuvenil Brasileira - um sucesso que já dura 40 anos (o livro foi lançado em 1969).
 
Segundo ele, os prêmios não são importantes, pois não devem se tornar essenciais para o escritor. Bons enredos, sim, são imprescindíveis. O escritor fica feliz em ver sua obra divertindo a criançada. Como bom contador de histórias que é, João Carlos Marinho falou sobre um episódio que a filha dele presenciou dentro um ônibus lotado: havia um menino sentado em uma das poltronas que ria sem parar. Ao olhar para o jovem, a filha do autor viu que o garoto estava lendo justamente "O gênio do crime". Ela, então, contou à criança que o escritor do livro era seu pai. O menino respondeu que era a décima vez que lia aquele exemplar. "Foi a melhor crítica que eu já recebi", arrematou o autor.
 
Texto: Morgana Monteiro
 
Fotos: Rodrigo Fernandes

terça-feira, 21 de setembro de 2010

BANDA SINFÔNICA E CIA DE DANÇA ABREM INSCRIÇÕES

Banda Sinfônica de Cubatão e Cia de Dança abrem processo seletivo para preenchimento de vagas. São quatro oportunidades para bailarinos (homens e mulheres) na Cia de Dança e uma vaga para músico na Banda Sinfônica. As inscrições devem ser feitas de 20 a 24/9, das 9h às 11h30 e das 14h às 16h30 no Parque Anilinas, no Setor de Criações Artísticas (Assembléia de Deus, 435). É preciso levar documento de identidade (original e cópia), CPF, comprovante de residência e uma foto.
Para participar do processo seletivo é preciso ter mais de 14 anos e conhecimento na área em que se pretende atuar. A Banda Sinfônica precisa de um instrumentista de oboé. O teste acontece somente dia 25/9 às 14h na Casa da Banda Sinfônica, que fica na Avenida Nove de Abril, 1775 (atrás do prédio da Fábrica da Comunidade). Os músicos passarão por prova de teoria musical, solfejo e prática instrumental. Já a Cia de Dança oferece duas vagas para bailarinos para contrato imediato, e outras duas oportunidades para cadastro de reserva. O teste acontece apenas no 29/9, também na Casa da Banda Sinfônica. A ajuda de custo chega a R$ 800.
Os grupos artísticos de Cubatão são hoje o grande patrimônio cultural da Cidade, concentrando mais de 400 artistas entre músicos, bailarinos, coralistas e regentes. Fazem parte dos Corpos Estáveis: Banda Sinfônica e Cia de Dança, Banda Marcial e Linha de Frente, Grupo Rinascita de Música Antiga, Coral Zanzalá e Coral Raízes da Serra da Terceira Idade.
Inscrições para Banda Sinfônica e Cia de Dança – oboé (1 vaga), bailarinos (4 vagas)
De 20 a 24/9 das 9h às 11h30 e das 14h às 16h30
Local: Setor de Criações Artísticas
Rua Assembléia de Deus, 435 – Parque Anilinas.
Levar: RG. CPF, comprovante de residência e uma foto.
Teste da Banda Sinfônica - oboé
Dia 25/9 às 14h
Local: Casa da Banda Sinfônica
Av. Nove de Abril, 1775
Teste da Cia de Dança da Sinfônica
Dia 29/9 às 19h
Local: Casa da Banda Sinfônica

sábado, 18 de setembro de 2010

COMEÇAM AS INSCRIÇÕES DE CURSO GRATUITO PARA PRODUÇÃO CULTURAL

Os jovens que participarem da oficina vão trabalhar no Festival Nordestino "Danado de bom"
De 20 a 24/9 estarão abertas as inscrições para o curso gratuito de Capacitação para Produção Cultural. São oferecidas 30 vagas para moradores de Cubatão que queiram se especializar no exercício da produção em vários segmentos artísticos. As inscrições poderão ser feitas das 8h às 17h na Fábrica da Comunidade, que fica na Av. Nove de Abril, 1775.Para participar é preciso morar na Cidade, ser maior de 18 anos e ter concluído o Ensino Médio. As aulas serão ministradas na Biblioteca Municipal e começam dia 4/10. 

Os alunos terão 30 dias de oficinas e a oportunidade de trabalhar no Festival Nordestino "Danado de bom", que acontecerá no mês de novembro, em Cubatão, e depois, retomam mais um mês de aulas, finalizando o curso em dezembro. 

Além da teoria, os jovens aprenderão sobre produção cultural em aulas práticas, visitando teatros, acompanhando shows e o "por trás da cena" de espetáculos de música, teatro, dança, exposições de artes, festivais, circo, audiovisual e culturas digitais. A ideia é capacitar esses jovens e adultos para que posteriormente venham atuar com a produção artística na Cidade. A coordenação do curso é do produtor cultural Joaquim Eduardo Teixeira, que tem amplo conhecimento e atuação na área artística, principalmente na produção de vídeo, sendo monitor, inclusive, das Oficinas Querô.
Texto: Morgana Monteiro
 

ESCRITOR JOÃO CARLOS MARINHO VEM A CUBATÃO

Dia 22/9, às 15h, o autor participa do Projeto Viagem Literária, na Biblioteca Municipal

 
Há 40 anos João Carlos Marinho estreou na Literatura com "O Gênio do crime". A divertida história de um grupo de amigos que investiga um bando de falsificadores de álbuns de figurinhas encantou várias gerações e deu início as aventuras da "Turma do Gordo", uma das mais divertidas sagas da Literatura Infantojuvenil Brasileira. E o autor é destaque este ano dentro do projeto Viagem Literária. Ele participa de um bate-papo na Biblioteca Municipal de Cubatão no dia 22/9, às 15h.
A promessa é de uma tarde ao lado de um escritor apaixonado por aventura, já que João Carlos Marinho faz sucesso entre a garotada. Dono de jeito todo jovem de contar histórias, há décadas o autor encanta gerações com suas fantásticas ideias de suspense e aventura. Do primeiro livro publicado em 1969, João Carlos Marinho criou um best seller da "Turma do Gordo" lançando também os títulos como "Berenice detetive", "O livro de Berenice", "Berenice contra o maníaco janeloso" e "Sangue Fresco" (vencedor do Prêmio Jabuti e do Grande Prêmio da Crítica da APCA) que foi parar até nas telas de cinema. Na sua carreira, foram 12 títulos infantojuvenis e outros quatro com temática adulta.
Viagem Literária – o projeto leva atrações mensais ligadas à Literatura a 75 municípios do estado. A ideia é mostrar os diferentes gêneros literários e os mais variados temas, em que cada escritor conversa com o público em um bate-papo descontraído. O objetivo é estimular o prazer da leitura e formar novos frequentadores de bibliotecas públicas.
Desde a primeira edição do projeto em 2008, Cubatão participa dessa grande "Viagem". Foi o primeiro município aqui da Baixada Santista a aderir ao Programa. Em 2010, somenteCubatão e Itanhaém, aqui na região, recebem os escritores do Viagem Literária. A cada mês, podemos carimbar o passaporte literário com uma atração diferente. Em outubro vai ter novamente bate-papo, desta vez, com o autor Xico Sá. Em novembro haverá Oficina de Criação Literária.
 
Serviço
Projeto Viagem Literária
Bate papo com o autor João Carlos Marinho
Dia 22/9, às 15h
Local: Biblioteca Municipal de Cubatão - Av. Nove de Abril, 1977
 
Texto: Morgana Monteiro

FESTIVAL DE DANÇA "DESPERTAR DA PRIMAVERA" É NESTE FIM DE SEMANA

A mostra vai reunir dezenas de grupos de dança no Bloco Cultural

 
Pelo menos 200 bailarinos de várias companhias da Baixada Santista participam, neste fim de semana, do Festival de Dança "O despertar da Primavera" em Cubatão.  A mostra é dia 18/9 (sábado), a partir das 19h, no Bloco Cultural (Praça dos Emancipadores, s/nº). A organização é do bailarino André Matos, coordenador da Bakcstage Centro de Dança.
Dezenas de grupos de Cubatão e de outras cidades são esperados com suas coreografias, abarcando diversos estilos: balé clássico, dança moderna, contemporânea, livre, jazz, entre outros. A noite começa com a apresentação dos trabalhos da artista plástica Juliana Matos e depois, a interpretação da poesia "Despertar da primavera", de Cecília Meirelles, que inspirou o nome do encontro. E os bailarinos, então, sobem no palco do Bloco Cultural para executar as coreografias.
Destaque para a participação da Cia de Dança da Sinfônica de Cubatão, convidada de honra do Festival. Serão apresentadas duas montagens da Cia nesse dia: "Golden days", uma releitura da música e atitude de vanguarda dos anos 50, um espetáculo vibrante que garantiu à equipe o 1º lugar na categoriajazz no Enda, Encontro Nacional de Dança, competição referência no Brasil. A outra coreografia é "Devoção" que mescla as técnicas da dança contemporânea, jazz, interpretação corporal, traduzindo em movimentos, a busca de todo ser humano pela paz interior. A canção usada na coreografia é "Ave Maria" com uma interpretação bastante moderna e diferente.
De acordo com o coordenador do Festival, que também é integrante da Cia de Dança da Sinfônica, a participação desse grupo artístico no Festival é um incentivo para os estudantes de balé, que vêem na equipe um referencial de qualidade técnica e artística. "Antigamente os cubatenses estudavam dança e iam para outras cidades viver da arte. Hoje em dia, os bailarinos buscam crescimento profissional para fazer parte da Cia de Dança da Sinfônica. Eu trabalho com jovens e já ouvi muitos deles dizendo que tem objetivo de entrar na Cia", afirma André Matos.
A Mostra é uma retomada dos eventos de Dança que batiam recorde de participações e público nos anos 90. A ideia é inserir o Festival na programação cultural da Cidade no mês de setembro, oferecendo uma opção de lazer e cultura para os moradores. O evento conta com o apoio da Prefeitura de Cubatão, Sabesp, Schorch Comunicação Visual, 100% Água, Floricultura Central, Lakadu Hair Stylist, Adega do Chico, Manancial Áudio, College Confecções e Gráfica Controlpê. 
 
Serviço
Festival de Dança "O despeertar da primavera"
Dia 18/9 (sábado) às 19h
Local: Bloco Cultural de Cubatão – Pça. Dos Emancipadores, s/nº
 

CINEMA ITINERANTE LEVA DIVERSÃO E SAÚDE A CUBATÃO

É o projeto “Visões da Vida” que estará na Praça do Crevin de 18 a 20/9, com sessões gratuitas de cinema

  
Um auditório com 92 lugares que reproduz, com perfeição, uma sala de cinema: conta com ar condicionado, som e vídeo digitais. É o programa “Visões da Vida” que leva sessões gratuitas de cinema à população dos municípios que não tem salas de exibição, oferecendo, também, informações sobre saúde. O projeto estará em Cubatão no próximo fim de semana, de 18 a 20/9, na Praça Januário Estevão de Lara Dante, também conhecida como Praça do Crevin, na Vila Nova.
As sessões cinema contarão com filmes como “A Grande Família” e “Casseta e Planeta” em sessões gratuitas a serem iniciadas nos seguintes horários: 9h, 11h, 13h, 15h, 17h e 19h. Além de entretenimento, a comunidade receberá informações sobre a prevenção do Diabates, doença que atinge cerca de 12 milhões de brasileiros, segundo estimativas da Sociedade Brasileira do Diabetes.
Por isso mesmo, antes de cada sessão, será exibido o curtametragem “Inquietude” que traz mensagem de prevenção e cuidados sobre a doença, que teve o roteiro premiado no concurso Filma Brasil em 2009. O projeto “Visões da Vida” teve início este mês no Rio Grande do Sul e rodará em 30 cidades de todo o país.

BANDA MARCIAL ENCANTA COM "MÚSICA PARA CINEMA"

A Banda Marcial de Cubatão continua comemorando seus 20 anos de história com muitas melodias. Nesta quinta-feira (16/9), o concerto “Música para cinema” lotou o Teatro de Praia Grande. A apresentação fez parte das comemorações dos dois anos de funcionamento do Palácio das Artes. A Marcial apresentou um repertório que foi pura magia: temas de filmes mundialmente conhecidos, sucesso de bilheteria em Hollywood.
A noite começou com a apresentação das crianças da Banda Marcial Infantil. Dividindo o palco com instrumentistas experientes, a meninada pode divulgar um pouco do trabalho de Formação Musical realizado dentro do grupo. Depois, os 56 músicos da Marcial deram início a uma verdadeira viagem pelo mundo da fantasia, com a possibilidade de recordar imagens, já que um telão reproduzia cenas dos títulos, refazendo o clima e emoção de cada história.
O espetáculo incluiu trilhas sonoras dos filmes: “Ben Hur”, “De volta para o futuro”, “Harry Potter e a pedra filosofal”, “Jurassic Park”, “King Kong”, “Piratas do Caribe”, “Conquista do Paraíso”, “Dança com Lobos”, “James Bond”, entre outros. A cada execução, a plateia aplaudia em pé. Momento de emoção aconteceu quando o saxofonista Rodrigo Vilela, morador de Praia Grande, solou em uma das músicas (surpresa preparada pelo maestro Alexandre Felipe Gomes).
Vinte anos de boa música – a Banda Marcial completa duas décadas de existência, mas quem ganha o presente é a comunidade. Dias 16 e 17/10 serão realizados concertos em homenagem ao aniversário do grupo artístico. As apresentações serão às 20h no Bloco Cultural da Cidade, com entrada franca.
Texto e fotos: Morgana Monteiro

ORQUESTRA DO BEC SE APRESENTA NA SEMANA DO SOPRO, EM CUBATÃO

O Grupo é formado por alunos da Banda Escola de Cubatão

Com um repertório clássico e popular, a Orquestra de Sopros do Programa BEC – Banda Escola de Cubatão – participou de um programa especial na Escola Técnica de Música e Dança "Ivanildo Rebouças da Silva", em Cubatão. O espetáculo foi nesta quinta-feira (16/9). Trata-se da “Semana do Sopro”, evento tradicional realizado pelo Conservatório que reúne, durante uma semana, músicos de instrumentos de sopro, para que compartilhem experiências, incentivando outros estudantes em busca da excelência profissional.
Comandada pelo Maestro Ulysses Damacena, a Orquestra de Sopros do BEC é formada por cerca de 30 jovens, alunos do programa que se dedicam ao estudo de instrumentos musicais como flauta, clarinete, tuba, saxofone, trompete, eufônio, oboé. Nesta apresentação, eles mostraram todo o trabalho esculpido por trás da cena, dentro do grupo, ao longo do ano.
fonte: www.cubatao.sp.gov.br

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

ZANZALÁ ENCANTA EM CONCERTO EM PRAIA GRANDE

A apresentação marcou, em grande estilo, o aniversário do Palácio das Artes.
 

O Coral Zanzalá de Cubatão foi o primeiro presente de aniversário do Teatro Municipal de Praia Grande, que completa dois anos. O concerto especial aconteceu neste fim de semana (11/8) e reuniu um pouco do doce trabalho do Zanzalá, empenho esse que tornou o Grupo um dos dos 13 melhores corais do estado de São Paulo, sendo o representante regional no Festival Mapa Cultural Paulista.

Com um repertório eclético, com mais de 16 canções, o Zanzalá encantou a todos com sua versatilidade e qualidade técnica. Passeando pelo solo da música em caminhos bastante distintos, a Equipe interpretou canções negro spiritual (gospel norteamericano), música internacional e até rock and roll, com as canções do projeto “Queen Sinfônico” realizado pelo Zanzalá e Banda Sinfônica de Cubatão, sucesso de público e crítica nas nove apresentações realizadas desde o ano passado. Coro e solistas deram vida às músicas imortalizadas pela estrela maior do Queen, o vocalista Freddie Mercury.

Destaque, ainda, para o repertório voltado à MPB, com obras do cancioneiro popular do canto-coral como as belas melodias de Dorival Caymmi. Arranjos vocais especiais revelaram todo o diferencial do Zanzalá, onde os cantores “brincam” com suas vozes, passeando pelos contratempos. Foram muitas melodias como “Mas que nada” (Jorge Ben Jor), “Capim” e “Faltando um pedaço” (Djavan), além de “Maria, Maria” (Milton Nascimento) e “Paisagem na janela” (Beto Guedes), peças essas que integraram o projeto De tudo se faz canção (2008), em que o Zanzalá realizou uma homenagem ao Clube da Esquina (movimento musical mineiro surgido na década de 70 que relevou nomes como Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Gudes, Fernando Brant).

Utilizando sempre a atuação cênica como parte da música, o Grupo simplesmente encantou com o repertório de Chico Buarque. “Joana Francesa” trouxe surpresa com o “duo” entre a língua portuguesa e francesa. E o público aplaudiu em pé a “Feijoada completa”, divertida interpretação desse clássico da MPB. Mais uma vez, as vozes que embalam o sonho musical de Cubatão levaram brilho e encantamento ao público de outras cidades da Baixada Santista.

Texto e fotos: Morgana Monteiro

RELICÁRIO DE CICATRIZES: NAS ASAS DA "PAIN" AIR???


O espetáculo levou muita gente à Biblioteca Municipal

As fotos de brasileiros desaparecidos políticos nas décadas de 60 e 70 estampadas na parede deram início à instalação multimídia “Relicário de Cicatrizes”, apresentada neste domingo (12/9) na Biblioteca Municipal de Cubatão. O espetáculo retrata os anos de chumbo da ditadura militar no país de maneira bastante intensa e abrangente. Muito mais do que um relato do período sombrio do AI-5 até o início dos anos de 1980, a ideia da apresentação é manter viva na memória das pessoas essa época difícil, não em tom de saudosismo, mas de alerta para que não aconteça novamente.

A instalação multimídia levou o público a uma verdadeira viagem por uma época em que a palavra livre do cidadão e do artista era “artigo de luxo”. Misturando de tudo um pouco (teatro, dança, música vídeo), o espetáculo uniu relatos de pessoas que tiveram seus parentes desaparecidos intercalando com a produção artística ricamente produzida nesta época, como a canção “Conversando no bar”, que originalmente se chamada “Saudades dos aviões da Pan Air”, mudança provocada por Elis Regina (que gravou a música) para conter a fúria da censura política. 

A peça se traduz nas experiências vividas pela sociedade civil na época da ditadura.
A instalação teve a direção de Ivan da Conceição, também idealizador, e contou com os atores Leonardo Só, Roberto Facoro, Rosa Ferinac, Natan de Alencar, Wagner Lourenço (Eskilo), Eliane Ribeiro, Bianca Lira, Beatriz França, Elton das Neves e, ainda, Jackson Carvalho e Dan Lisboa, que realizaram um show musical com canções das décadas de 60 a 80.

Utilizando as dependências da própria Biblioteca, os cenários se modificavam. A platéia acompanhou o elenco caminhando de um lado para outro. Com iluminação especial de Juliana Sousa, montada exclusivamente para o espetáculo, a apresentação reuniu todas as cicatrizes que nos deram a liberdade política: um relato, uma carta, um testamento que permite a sobrevivência de um episódio tão importante. Relicário nada mais é do um lugar onde se guardam relíquias.  Quer algo mais precioso do que as nossas próprias memórias?

Texto e fotos: Morgana Monteiro

ORQUESTRA JOVEM DO CUBATÃO SINFONIA RELAIZA CONCERTO NA 9º FESTA DO CAMINHONEIRO

A apresentação é nesta quarta-feira (15/9), às 18h, no Ecopátio de Cubatão

Jovens do projeto sociocultural Cubatão Sinfonia tem um encontro marcado com a arte nesta quarta-feira (15/9). A Orquestra Jovem se apresenta às 18h no encerramento da 9ª Festa do Caminhoneiro. O evento será realizado no Ecopátio, local de apoio a empresas e caminhoneiros que utilizam o Porto de Santos. No último dia de festa devem passar por ali cerca de cinco mil pessoas, segundo a organização do evento.

Com um repertório eclético, que vai de canções clássicas a Música Popular Brasileira, as crianças e adolescentes do Cubatão Sinfonia têm a oportunidade de divulgar o trabalho realizado. Hoje, o programa atende 135 moradores das Cotas e outros bairros próximos. Contando com patrocínio da Usiminas, Ecopátio e Posto Polo, a ideia é levar música e cidadania, em parceria com a Prefeitura de Cubatão.

ESTÃO ABERTAS AS INCRIÇÕES PARA O FESTAC - FESTIVAL DE TEATRO AMADOR DE CUBATÃO

O tema este ano é "Teatro sem fronteiras". A competição acontece de 1 a 15/11.

Estão abertas até o dia 8 de outubro as inscrições para o 13º Festac, Festival de Teatro Amador de Cubatão. Este ano, a competição traz o tema "Teatro sem fronteiras". Os grupos interessados em participar devem se inscrever diretamente na Secretaria Municipal de Cultura, das 8h às 17h, ou pelo correio. O endereço é rua Assembléia de Deus, 435, Parque Anilinas, CEP 11500-040. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3362-0850 ou e-mail culturagestor@gmail.com . O regulamento do concurso está disponível na Secretaria de Cultura para consulta.

O Festival funcionará como uma mostra, em que os grupos teatrais se apresentam para a comunidade, gratuitamente, e ao mesmo tempo, são julgados por suas performances. Os espetáculos acontecerão de 1 a 15/11 no Bloco Cultural, Teatro Kaos e espaços alternativos como a esplanada do Paço Municipal e praças da Cidade. A entrega dos troféus e prêmios acontecerá dia 15/11, durante a cerimônia de premiação, no Bloco Cultural.

Os espetáculos serão divididos em mostras competitivas adulto e infantil/infantojuvenil. Nas duas categorias haverá premiação de R$ 1 mil (um mil reais) para o 1º colocado; R$ 700,00 (setecentos reais) para o 2º lugar e R$ 500,00 (quinhentos reais) para os que ficarem na 3º posição. Os grupos vencedores serão escolhidos por uma seleta banca de jurados, com nomes a serem divulgados ainda. Haverá ainda troféus destinados a melhor ator/atriz, melhor ator/atriz coadjuvante, ator/atriz revelação, diretor, direção musical e iluminação.

Serviço
Inscrições para o XIII Festac

De 13/09 a 08/10
Local: Secult – Secretaria de Cultura de Cubatão
Rua Assembléia de Deus, 435 – Parque Anilinas
Informações: 3362-0850 e culturagestor@gmail.com

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

PEÇA "RELICÁRIO DE CICATRIZES" É DESTAQUE EM CUBATÃO DIA 12/9

O espetáculo gratuito acontece no próximo domingo (12/9) às 19h30 na Biblioteca Municipal. Retrata os anos de chumbo da Ditadura Militar no Brasil.

Crônicas do silêncio, de uma época em que a palavra livre do artista era artigo de luxo. O espetáculo "Relicário de cicatrizes", que retrata os anos de chumbo da Ditadura, volta a ser apresentado neste fim de semana em Cubatão. A instalação multimídia acontece domingo (12/9) às 19h30 na Biblioteca Municipal, com entrada gratuita, e faz parte das comemorações da Semana da Independência.

Utilizando recursos audiovisuais, show musical, dança, poemas e teatro, a apresentação é um convite a não esquecermos de uma Ditadura que, embora a história oficial nos queira fazer acreditar, não foi menos rigorosa e brutal que qualquer outra ditadura que tenha feito (ou faz) parte da história da Humanidade. Os visitantes descobrirão como a palavra e a censura foram usadas nas décadas de 60, 70 e 80, como documento, denúncia e resistência.

Para o idealizador do projeto e também diretor da peça, Ivan da Conceição, este triste período da história política brasileira deve ser conhecido principalmente pelas novas gerações: "É um período que temos que revisitar sempre, como uma reflexão sobre o que não desejamos mais que aconteça", afirma Ivan. No elenco, estão: Leonardo Só, Roberto Facoro, Rosa Ferinac, Natan de Alencar, Juliana Sousa, Wagner Lourenço (Eskilo), Eliane Ribeiro, Bianca Lira, Beatriz França, Elton das Neves, Jackson Carvalho e Dan Lisboa.

Serviço
Instalação Multimídia "Relicário de Cicatrizes"
Dia 12/8 às 19h30
Local: Biblioteca Municipal (Av. 9 de Abril, 1977)
Entrada gratuita

DE CUBATÃO PARA A ARGENTINA... DANÇA BEM VINDA NO MERCOSUL


Bons ventos sopram para os bailarino de Cubatão. Não são pouco os Grupos de Dança cubatenses que conseguem vitórias em Festivais e Competições, se destacando também em Mostras. E agora, o Grupo Arte Jovem (que faz parte do Projeto Jovens em Ação realizado na Vila Natal) conseguiu uma vitória incrível!

Comandado por Tatiana Carvalho (bailarina da Cia de Dança da Sinfônica de Cubatão), o Grupo foi convidado a participar do XVI Festival de Danzas del Mercosur, na cidade de Missiones, na Argentina. Nos três dias de competições, o grupo classificou CINCO coreografias:

"O auto da compadecida" - categoria Estilo Livre - 1° lugar
"Grease" - categoria Estilo Livre -1° lugar
Estas duas apresentações vão fazer parte do XXVI FESTIVAL INTERAMERICANO DE DANZAS
"O Grande Festejo" - estilo Folclore Mundial - 1° lugar 
Coreografia indicada para o TORNEO SUDAMERICANO FITNESS GROUP 2010 que acontece em dezembro/2010
"El Mambo" - categoria jazz - 3º lugar
"Batucada"   - categoria Contemporâneo - 2° lugar
  

O Projeto Jovens em Ação começou em 2006 e tem por objetivo de atender os adolescentes de 12 a 17 anos de bairros carentes do município. Instalado na Vila Natal, o polocultural atende não somente crianças e adolescentes desse bairro, mas de outros próximos, também, como Vila Esperança, Vale Verde, Sítio Novo, Vila Caíque. A ideia é desenvolver ações complementares à escola formal, visando capacitação, conhecimento da arte cultural e a valorização da autoestima dessa meninada. No grupo de Danças os jovens têm aulas de balé clássico, jazz, dança contemporânea, dança de rua e dança criativa. A Equipe é formada por 17 bailarinos que têm entre 11 e 16 anos.

Todo o mérito da participação das crianças é da Diretora e Coreógrafa do Grupo, Tatiana Carvalho. Formada em Dança Clássica pela Escola Técnica de Música e Dança "Ivanildo Rebouças da Silva", é Educadora física pós- graduada em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp) e Dança e Consciência Corporal pela FMU. Iniciou os estudos em dança aos 8 anos de idade, tendo como mestres várias personalidades da dança como Lúcia Moledo, Marcelo Rocha, Zeca Rodrigues, Marcio Ronguette, Jhean Alex (Grupo Raça Cia de Dança), Gláucia Lacerda Serra entre outros.
Participou como bailarina de importantes e renomados grupos da baixada santista. Há 16 anos atua como professora de Dança em escolas, academias e no terceiro setor. Atualmente é bailarina da Cia de Dança da Banda Sinfônica de Cubatão e do grupo teatral "Sabe", também da cidade.

texto: Morgana Monteiro
fotos: Divulgação do Grupo Arte Jovem

BANDA SINFÔNICA SE APRESENTA NO BLOCO CULTURAL DE CUBATÃO

Com um repertório impecável, a Banda Sinfônica de Cubatão promete encantar os ouvidos daqueles que prestigiarem o Concerto apresentado no próximo sábado (11/9) às 20h30. O espetáculo faz parte das comemorações da Semana da Independência. Esta será a primeira vez que a Sinfônica sobe ao palco do Bloco Cultural de Cubatão depois do espaço ter sido completamente restaurado. A entrada é gratuita.

Neste espetáculo, o maestro titular da Sinfônica, Marcos Sadao Shirakawa e o regente-assistente, Ulysses Damacena, vão se revezar no comando do Grupo. O repertório conta com obras eruditas como "Viva Musica!" de Alfred Reed, "Adágio for Winds" de Jan Van der Roost e "Poema alpestre" de Franco Cesarini. Destaque para a peça "Aquarela de Sambas" de Cyro Pereira, um dos maestros e arranjadores que melhor soube unir o erudito e popular.

Com mais esta apresentação, a Sinfônica de Cubatão continua sua escalada em busca de um aperfeiçoamento cada vez maior de seus 80 artistas executando 22 instrumentos musicais diferentes. Em formação de orquestra de sorpros e percussão, a Sinfônica vem de uma bem sucedida turnê do projeto “Queen Sinfônico”, realizado em parceria com o Coral Zanzalá. Foram nove apresentações em cidades da Baixada Santista e interior de São Paulo. Outras informações estão no site www.sinfonicadecubatao.org.br .

Agenda movimentada – além dos concertos elaborados, a Banda Sinfônica de Cubatão mantém um projeto sócioeducativo, de formação de público, que são os “Concertos Didáticos”. Este mês, o Grupo se apresenta dia 23/9 para alunos da UME João Ramalho, na Vila Nova, em dois horários: às 11h e 13h30.
Em outubro, a Sinfônica realiza o Concerto “Temas de filmes”, com as canções que fizeram sucesso nas maiores bilheterias de Hollywood. O espetáculo será dia 9/10 às 20h30, no Bloco Cultural de Cubatão. E em 28/10, a Sinfônica sobe ao palco do Teatro Coliseu, em Santos, com “O Grande Circo Místico”, de Edu Lobo e Chico Buarque. Este concerto, gratuito acontece às 20h.

Serviço
Concerto da Banda Sinfônica de Cubatão
Dia 11/9 (sábado) às 20h30
Local: Bloco Cultural de Cubatão, pça dos Emancipadores, s/nº
Entrada gratuita
www.sinfonicadecubatao.org.br

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Arquivo PMC
fonte: www.sinfonicadecubatao.org.br

BEC OFERECE AULAS GRATUITAS DE MÚSICA PARA CRIANÇAS DO BAIRRO DA ÁGUA FRIA

As aulas de Musicalização Infantil já começaram. Pelo menos 70 crianças vão participar.

É dentro de uma das salas do Projeto Kerigma que as crianças do bairro da Água Fria vão passear pelo mundo da música! As aulas do curso de Musicalização Infantil do Programa BEC (Banda Escola de Cubatão) começaram nesta quinta-feira (9/9) à tarde. Com flautinhas nas mãos, meninos e meninas tiveram o primeiro contato com essa Arte. Para Daniela, de 10 anos, as oficinas são a realização de um sonho: “Eu sempre quis aprender a tocar um instrumento musical mas nunca tive oportunidade”, disse, feliz da vida.
Serão atendidas 70 crianças com idades entre 6 e 11 anos, moradores do bairro e das proximidades, que já participam das atividades do Projeto Kerigma. As oficinas vão acontecer todos os dias, de manhã e à tarde, em pequenas turmas. Nas aulas, os estudantes aprenderão na teoria e na prática, desde o conhecimento das primeiras notas musicais até a leitura de partituras e depois, o uso do instrumento musical. Isso, além das aulas de percepção, em que desenvolvem a sensibilidade para “ouvir” os sons.
Este é o 5º polo musical aberto pelo Programa BEC em locais da periferia de Cubatão. Outros alunos são atendidos nos bairros Vila dos Pescadores, Jardim Nova República, Cota 200 e Pilões, isso além dos cursos ministrados no Parque Anilinas (Centro) e na Estação das Artes (Vila Nova), somando um total de 860 crianças e jovens contemplados.
A abertura desses núcleos em bairros carentes só foi possível graças a uma parceria do BEC com a Secretaria Municipal de Educação, com as Sociedades de Melhoramentos e como aconteceu na Água Fria, com Projetos Sociais, que cedem espaço para realização das oficinas. “O objetivo é alcançar os pequeninos desses bairros distantes, que muitas vezes encontram dificuldade em freqüentar as aulas na sede do projeto porque fica longe de casa”, afirma Marcos Sadao Shirakawa, coordenador do Programa BEC e também maestro da Banda Sinfônica. O BEC é, sobretudo, um projeto social e tem por objetivo educar a criançada por meio da arte, oferecendo, ao mesmo tempo, uma atividade de lazer.


O Programa BEC foi criado em 2003 com o objetivo de levar conhecimento musical a crianças e jovens da cidade. Com o passar dos anos, tornou-se um núcleo formador de músicos preparados para a profissionalização. São aulas de violino, violoncelo, viola, flauta, fagote, trompete, trompa, saxofone, eufônio, oboé, percussão, trombone, contrabaixo acústico, canto e musicalização infantil. Além da Banda Escola, o BEC tem ainda a Orquestra de Violoncelos, o Grupo de Sopros e Percussão, a Banda de Sopros e Metais, Orquestra de Cordas, Camerata de Violões e Madrigal, tudo formado pelos  alunos. O interessante é que muitos desses estudantes acabam sendo absorvidos pelos Grupos Artísticos da cidade, mantidos pela administração municipal. Informações pelo telefone 3362-0845.

Texto e fotos: Morgana Monteiro

DUAS ESTREIAS NO TEATRO DO KAOS


São as peças "Bailei na curva" e Este ovo é um galo", resultado das oficinas de teatro do Projeto de Inclusão Social através de Arte


O projeto “Inclusão Social através da Arte” continua dando bons frutos no Teatro do Kaos, em Cubatão. Pela segunda vez este ano, os alunos que participam das Oficinas, estreiam espetáculos, fruto do doce trabalho realizado até aqui. O Programa é gerenciado pelo Teatro do Kaos e patrocinado pela Petrobrás – Refinaria Presidente Bernardes – Integração Petrobras-Comunidades. O objetivo é levar formação, cidadania, arte e lazer para jovens e adultos através desse segmento artístico. Para a montagem dos espetáculos, todos os alunos trabalharam. Alguns atuando, outros na iluminação, adaptação de texto, montagem... Mas todos têm sua colaboração indispensável.
A peça "Bailei na curva" será apresenta de 10 a 12/9 às 20h, no Teatro do Kaos. O texto, originalmente criado pelo "Grupo do jeito que dá", ganhou uma nova roupagem ao falar sobre o golpe militar de 1964. Contada de maneira às vezes cômica, às vezes trágica, a história relata os anos de chumbo da ditadura militar. A direção é do ator Fabiano di Mello.
Outro espetáculo que será encenado de 17 a 20/9 às 20h é "Este ovo é um galo", de Lauro César Muniz, uma sátira sobre a revolução constitucionalista de 1932. A direção é de Lourimar Vieira e Douglas Lima. Todas as apresentações têm entrada franca. Além dos alunos, grande elenco compõe as peças: Paulo de Tarso, Sandy Andrade, Elisangela Bezerra, Miller Oliveira, Denir Araújo, Sandra Massafera, Hugo Henrique e José de Lira.

Serviço
Peça “Bailei na curva”
Dias 10,11 e 12/9 às 20h
Peça “Este ovo é um galo"
Dias 17, 18 e 19/9 às 20h
Local: Teatro do Kaos, - Largo do Sapo - Pça. Cel Joaquim Montenegro, 54
Entrada gratuita
fonte: www.cubatao.sp.gov.br

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

MÚSICOS DA BANDA MARCIAL DE CUBATÃO PARTICIPAM DO "REDE VIDA MUSICAL"

O Programa reúne a nata da música clássica no Brasil. A gravação é nesta sexta-feira à tarde, em São Paulo.

Os grupos musicais formados em Cubatão continuam sendo revelados para todo o Brasil. Desta vez, duas equipes da Banda Marcial serão destaque no Programa “Rede Vida Musical”. O Sexteto de Saxofones e um “Duo” de Eufônio e Tuba serão destaque na programação da TV católica. A gravação acontece nesta sexta-feira (10/9) às 14h no estúdio da Rede Vida, na capital.

Com o objetivo de revelar novos talentos e divulgar a música erudita, o Programa é comandado pela regente musical Cristina Allemann. De acordo com ela, a sugestão para que os Grupos da Banda Marcial participassem da gravação partiu do Maestro Roberto Farias, coordenador dos Corpos Estáveis de Cubatão. “Nosso compromisso é com a música de qualidade. Toda vez que o Maestro nos recomenda este ou aquele artista, sabemos que estamos no caminho certo”, afirmou a regente.

Os oito jovens que compõem o Sexteto de Saxofones e o “Duo” de Eufônio e Tuba mostrarão um pouco da música que sabem fazer e participarão de uma bate-papo descontraído, juntamente com o Maestro Alexandre Felipe Gomes, regente da Marcial e grande incentivador da música entre os jovens. A previsão, segundo Allemann, é de que esta gravação seja exibida em outubro.

Texto: Morgana Monteiro