Seja bem vindo!



Cubatão é mesmo uma cidade incrível, com uma vocação artística surpreendente. Para mostrar tudo isso é que foi criado este espaço virtual. O blog é dedicado a toda e qualquer manifestação cultural produzida aqui. Todos os segmentos da arte reunidos sem complicação ou frescura. Entre em contato...

artesdecubatao@gmail.com



sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

BANDA MARCIAL EMOCIONA FUNCIONÁRIOS E PÚBLICO PRESENTE NO SAGUÃO DA PREFEITURA DE CUBATÃO

“Show dos 20 anos” trouxe como convidados 14 artistas locais, na última apresentação da Banda em 2010

Um dia para ficar guardado na memória dos funcionários e da população que estava presente no saguão da Prefeitura de Cubatão, na manhã desta quinta-feira, 30. O “Show dos 20 anos” apresentado pela Banda Marcial do Município arrancou aplausos e deixou a plateia emocionada. Embaladas pelas músicas e apresentações dos artistas da cidade, as pessoas dançavam e cantavam ao som de sucessos atuais e daqueles que marcaram época.

Na fila da agência bancária, que fica no interior da Prefeitura, podia se ver os pés dos clientes batendo no chão ao som do compasso das músicas e muitos deles até cantavam as canções. Depois de pagar as contas, alguns continuaram apreciando a apresentação da Banda e dos artistas.

Sob a regência do maestro Alexandre Felipe Gomes, o concerto teve início com uma versão sinfônica de "Bad Romance", de Lady Gaga, em seguida cada um dos 14 artistas locais convidados fez a sua interpretação de canções que ficaram famosas nas vozes de outros artistas famosos. Segundo o maestro, cada artista escolheu a música que iria cantar. Os arranjos sinfônicos foram cuidadosamente elaborados por Mauro Tirolli. Participaram do show os seguintes cantores: Anderson Borges que interpretou "Ladeira da preguiça" (Gilberto Gil), Patrícia Antunes que emprestou sua linda voz para "Tic to tic", Marcos Paulo interpretou "Vida de viajante" (Luiz Gonzaga), Fabrício Rodrigues trouxe a belíssima "I can not believe it's true" (Phil Collins), Wagner Rocha interpretou “Jaksoul brasileiro” (Lenine).

O cantor Vieira, da dupla sertaneja Walter e Vieira, por motivos de viagem não pôde comparecer ao concerto, mais foi substituído pelo também cantor sertanejo Eri, os dois transportaram o público para uma noite no sertão com "Saudades da minha terra", que fez sucesso na voz de Sérgio Reis. José Carlos trouxe "Corazón partió" (Alejandro Sanz), Jorjão interpretou “Tarde em Itapuã” (Vinicius de Moraes e Toquinho), Gelson Ribeiro emprestou a voz para "Just the way you are (Billy Joel), Amauri Fontes interpretou "Borbulhas de amor" (Fagner),  Waldecir Ribeiro participou da festa com a canção "I've got you under my skin" (Frank Sinatra) e Simone Ancelmo trouxe o samba de raiz com um pout-pourri de Cartola. Um dos momentos mais especiais do concerto aconteceu durante a apresentação de Marcela Oliveira com "Se tu quiseres crer", a cantora fez o público se emocionar com a sua interpretação da canção gospel que ficou famosa na voz de Robinson Monteiro.

“Quebramos a rotina dos funcionários e da população que estava aqui na Prefeitura. Foi uma manhã diferente, estou muito feliz e satisfeito com essa apresentação. Fechamos o ano de 2010, com chave de ouro”, comentou o maestro Alexandre Felipe Gomes. Ao final da apresentação os cantores e músicos interpretaram "O que é, o que é?" de Gonzaguinha, um clássico da MPB que contagiou a plateia e encerrou o concerto dando boas vindas a 2011.

Texto: Ana Borges e Morgana Monteiro
Foto: Carlos Felipe

ARTE MODERNA INSPIROU CARTÕES DO FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE

Ilustrações feitas na Estação das Artes (Secult), foram inspiradas na Arte Moderna, na Sagrada Família e em paisagens cubatenses   

Noite Feliz, nasceu Jesus! Com essa inspiração cristã, Lilian Cunha, aluna da Estação das Artes de Cubatão, elaborou o desenho estampado num dos cartões de boas festas do Fundo Social de Solidariedade, (FSS). A composição traz no primeiro plano a Sagrada Família à sombra de uma bananeira. Ao fundo, uma “Terra Santa Industrial” - Cubatão.

 De acordo com a orientadora de Lilian, a professora Julieta dos Santos Wisniewski, a intenção da ilustração “é reunir símbolos de Cubatão, como as indústrias e bananeiras, com o Menino Jesus”, relata. Professora de desenho e de pintura em óleo sobre tela, Wisniewski é autora do outro cartão comemorativo do FSS.

Inspirada nas cores do pintor simbolista austríaco Gustav Klimt (1862-1918), Wisniewski fez uma composição com desenhos ornamentais modernistas, num ambiente familiar aos cubatenses: a ponte do arco-íris, sobre o Rio Cubatão. Um guará-vermelho adorna a ilustração, emoldurada por lírios selvagens. “Quem é morador antigo da Cidade, que nem eu, lembra dos campos cheios de lírios que tinham por aqui”, disse.  

Doados ao FSS, os cartões foram distribuídos em cotas de 50 unidades, a entidades assistenciais. O trabalho artístico também foi doado pela Estação das Artes, da Secretaria de Cultura, (Secult). “Cubatão tem muitos artistas talentosos, não só na música, como é mais conhecida, mas também nas artes plásticas, com as quais temos muito a contribuir”, sinaliza.   

texto: Ivo de Oliveira
Fotos: arquivo pessoal das artistas

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

TEATRO DO KAOS ABRE INSCRIÇÃO PARA “QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DE ATORES”

Estão abertas as inscrições para os interessados em participar do Projeto Superação que vai “Qualificar Profissionalmente 30 atores”. Serão ministradas 11 disciplinas ao longo de 1 ano. No segundo ano como parte da aprendizagem prática os alunos irão atuar em 2 espetáculos (palco italiano e rua). Estes espetáculos irão circular 15 cidades em  5 estados brasileiros.

As aulas acontecem na sede do Teatro do Kaos (Praça Coronel Joaquim Montenegro, 34, no Largo do Sapo em Cubatão/SP. Os interessados devem comparecer munidos de RG, CPF e PIS/PASEP/NIT, na sede da Cia. de segunda à sexta feira das 14 Às 17h. Toda a aprendizagem que é patrocinada através do “Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania”. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 06 de janeiro.

No dia 09/01 haverá uma seleção para a escolho dos 30 alunos e neste sentido os interessados devem preparar um cena com duração máxima de 2 minutos. As aulas terão início dia 11/01 Às 19h com Ritual Dionisíaco em comemoração aos 14 anos do Teatro do Kaos. Para participar do Projeto Superação não precisar ter experiência anterior. É requisito obrigatório ter entre 18 e 29 anos.  

Os formandos receberão gratuitamente o Registro Profissional de Ator (DRT).
Mais informações em www.teatrodokaos.org ou pelo telefone (13) 9124-7470

OFICINA DE FORMAÇÃO E INFORMAÇAO SOBRE ELABORAÇÃO E AVALIAÇÃO DE PROJETOS

Objetivo: Informar e orientar conselheiros, técnicos, dirigentes e funcionários das organizações da rede municipal  de atendimento, proteção e defesa dos cidadãos, especialmente crianças e adolescentes de Cubatão, no diagnóstico, elaboração e avaliação de projetos.

Dias: 04 e 05 de Janeiro de 2011
Horário: 08:30 as 17:00 horas

Local: Sede do CEC
Rua São Francisco de Assis, 70 – Vila Natal (ao lado da Escola Dom Pedro)
Telefone: 3361 6802

Inscrições: Até dia 03 de Janeiro de 2.011
Secretária do CMDCA – Maria do Carmo e Olivia 
Telefones: 3362 0855 – 3362 0856
cmdcacubatao@yahoo.com.br


Facilitadores: Prof. Antonio Jorge dos Santos
                        AS Ariela Tucano Vaz

VITÓRIA DO TEATRO NA INCLUSÃO SOCIAL

Caso real aconteceu em Cubatão 

"Agradeço muito a Deus por minha vitória, antes de conhecer o teatro eu era uma pessoa que sofria muito com depressão, fazia uso de remédios controlados, tomava 8 comprimidos por dia, fazia tratamento com psicólogo e psiquiatra, sofria também de pressão alta, minha vida era de médico em médico. Hoje eu me sinto outra pessoa, antes eu andava pelos cantos triste, deprimida, tinha medo de ter contato com as pessoas, hoje eume sinto uma pessoa vitoriosa, estou mais comunicativa e feliz, graças ao teatro, graças a Deus, graças ao Lourimar e ao Fabiano, essas pessocas com seu talento me fizeram uma pessoa especial. Também me sinto talentosa porque todas as barreiras eu venci, hoje eu sou vencedora".

A mensagem de M.C.R.O., residente na Ilha Caraguatá, em Cubatão, foi enviada no dia 23 ao Teatro do Kaos, sendo um depoimento espontâneo sobre como a arte teatral pode ter um papel fundamental na inclusão social. O texto termina assim: "A primeira vez que subi no palco, toda a platéia ficou de pé para me aplaudir, a mim e a meus colegas de cena, sinto orgulho de mim mesma, não pelo meu talento, mas por ter vencido vários obstáculos em minha vida. Hoje só tenho a agradecer a Deus. Obrigada, Petrobrás, pelo patrocínio de talentos. A meus educadores Lourimar Vieira e Fabiano de Mello, que Deus abençoe todos vocês. O teatro é vida, é saúde. Hoje eu tenho aúde e vida. Obrigada Teatro do Kaos".

A autora é aluna do projeto Inclusão Social através da Arte, patrocinado pela Petrobrás e realizado pelo Teatro do Kaos, sendo avaliado pela parocinadora como excelente. A idéia é empregar os recursos das artes cênicas para ajudar as pessoas a expressarem seus anseios e desenvolverem relacionamentos em sociedade, e assim auxiliar no tratamento de problemas como depressões e baixa auto-estima.

Texto: Carlos Pimentel Mendes

BANDA MARCIAL REALIZA CONCERTO MUSICAL NA PREFEITURA

Apresentação será dia 30/12, às 10h, no saguão do Paço Municipal e contará com 14 cantores cubatenses

A Banda Marcial de Cubatão completou duas décadas de existência em 2010 e fecha as comemorações de aniversário com uma apresentação especial. O “Show dos 20 anos” acontecerá dia 30/12 a partir das 10h no saguão do Paço Municipal. O local, por onde passam centenas de pessoas todos os dias, foi escolhido propositalmente: “Queremos que todos tenham a oportunidade de conhecer nosso trabalho”, disse o maestro Alexandre Felipe Gomes, regente do Grupo.

O concerto contará com a Marcial em formação completa para concerto, além da participação dos Corais Zanzalá e do Conservatório Municipal. Com um repertório bastante popular, a promessa é de encantar o público com a presença de 14 cantores cubatenses de várias gerações, grandes nomes da música na cidade. Gente como Fabrício Rodrigues, Anderson Borges, Mayara Magalhães, Walter e Vieira, Gelson Ribeiro, Simone Ancelmo, entre outros.

A programação oferece boa música para todos os gostos: da MPB ao pop, passando por canções sertanejas, jazz, samba e música romântica. Os arranjos destas canções foram elaborados especialmente para a formação da Marcial, composta por instrumentos de sopro e percussão. A Banda Marcial foi oficializada em 2003, se tornando grupo artístico integrante da Secretaria de Cultura da cidade. Conta com um corpo técnico completo, mantido financeiramente pelo governo municipal.

Serviço
Show dos 20 anos da Banda Marcial

Dia 30/12 às 10h
Local: saguão do Paço Municipal
Pça. Dos Emancipadores, s/nº

PREFEITA RECEBE CONSELHO DE CULTURA DE CUBATÃO

Encontro nesta terça-feira (21/12) marcou o lançamento oficial da “Revista da Cultura”

O Conselho de Cultura do município de Cubatão, Concult, anda a passos largos. E nesta terça-feira (21/12) os conselheiros tiveram a oportunidade de falar sobre as conquistas e novos projetos à prefeita Marcia Rosa. O encontro serviu para o conhecimento da elaboração da minuta do Fundo Municipal de Cultura e, também, para marcar o lançamento oficial da “Revista da Cultura”, uma publicação mensal do governo municipal, que tem por objetivo fazer um retrato vivo da produção artística da cidade.

O presidente do Conselho, Ivan da Conceição, falou à prefeita sobre a criação do Fundo Municipal de Cultura, um mecanismo que proporciona a concessão de incentivos financeiros à pessoas físicas ou jurídicas para a realização de projetos artísticos. Através deste Fundo poderão ser organizados Festivais, Festas, Mostras, Exposições, entre outras atividades culturais. A prefeita demonstrou muita alegria em ver o belo ofício construído com sucesso: “Esse trabalho é de vocês e eu acredito em artistas”, afirmou.

Foi levado ao conhecimento da prefeita, também, a elaboração do Plano Municipal de Cultura, que vem sendo feito pela Secretaria da pasta junto com o Concult. A ideia do Plano é indicar políticas culturais que contemplem todos os segmentos artísticos, indo de encontro às necessidades da população, agindo como um roteiro para os próximos 10 anos.

O Secretário de Cultura, Welington Borges, lembrou que tanto o Plano Municipal de Cultura quanto a criação do Fundo são exigências do Plano Nacional de Cultura, PNC, sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mês passado. O PNC tem por finalidade o planejamento e implementação de políticas públicas de longo prazo voltadas à proteção e promoção da diversidade cultural brasileira. Participaram do encontro os conselheiros (titulares e suplentes): Ivan da Conceição (presidente), Marcelo Ariel (vice-presidente), Giovane Nazaré, Roberto Faccoro, Paulo Luis de Souza, Thiago Garcia, Fabrício Lopes, Eliane Ribeiro, e ainda, os secretários municipais Fernando Alberto Henriques (Comunicação), Marco Túlio Camargo (chefe de gabinete).

O tema central da reunião foi, claro, a Cultura. Mas o município de Cubatão e amor dispensado por todos ali pela cidade também foi alvo de discussões. Antes de terminar o encontro, um dos conselheiros, o ator Roberto Faccoro, declamou um poema que fala sobre a Cubatão que todos sonham e as riquezas materiais e imateriais que ela possui. O trecho final dizia: “Hoje, tudo é poesia. Hoje, tudo é ecologia”.

Revista da Cultura – como um apanhado da verve artística da cidade, a “Revista da Cultura” aparece com ares modernos, colorida e cheia de informação. A ideia é reunir a produção cultural do município, servindo como um canal de divulgação dos artistas e seus trabalhos. A programação cultural também vai ter destaque na publicação que será mensal.

Distribuída, gratuitamente, em bancas, prédios públicos e locais de grande circulação, a “Revista da Cultura” também estará disponível em versão digital no site da Prefeitura (www.cubatao.sp.gov.br). Deve ter, em média, 20 páginas, com informações e imagens caprichadas sobre os mais diversos segmentos da Arte. A comunidade terá a oportunidade de participar com sugestões de reportagens e inclusão de seus eventos gratuitos através do email agendacultural@cubatao.sp.gov.brEste endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Carlos Felipe

CORAL ZANZALÁ APRESENTA CONCERTO DE NATAL EM PLENO FÓRUM DE CUBATÃO

Apresentação fez parte da programação do “Cubatão Natal Iluminado”

Quem está acostumado a correr contra o tempo, logo na sexta-feira, para resolver pendências jurídicas no Fórum de Cubatão, se deparou com uma cena diferente no último 17/12, logo no fim da tarde: várias vozes entoando canções de natal bem no saguão. Foi o Coral Zanzalá que realizou uma apresentação dentro do projeto “Cubatão Natal Iluminado”.

O concerto surpresa atraiu muita gente. Aqueles que apressadamente passavam para levar pastas, carimbar documentos ou protocolar algum pedido e o pessoal que trabalha no Fórum, que pôde dar uma paradinha na rotina e se encantar com um repertório especial que incluiu “Noite Feliz” e “Boas Festas”.

O Zanzalá teve a oportunidade de mostrar a todos ali a versatilidade de seus cantores e músicos, já que também interpretou canções da MPB como “Procissão” e “Expresso 2222” (Gilberto Gil), “Tempos modernos” (Lulu Santos), além de músicas negro spiritual (gospel norteamericana) e internacionais. “Nossa ideia com esse presente antecipado de Natal foi trazer momentos de descontração e mensagens de paz a todos vocês”, afirmou Nailse Cruz, regente-assistente do Zanzalá. E através dos aplausos do público, foi possível ver que o objetivo dos artistas foi plenamente cumprido.

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Rodrigo Fernandes

BANDA MARCIAL INFANTIL REALIZA CONCERTO NATALINO

Apresentação foi nesta quarta-feira (15/12) dentro do projeto “Natal com gostinho de café”, no prédio da Bolsa do Café, em Santos

Com a fachada completamente iluminada, a Bolsa do Café de Santos reflete o clima especial de fim de ano. E nesta quarta-feira (15/12), quem passou pela rua XV de Novembro, no Centro, teve uma surpresa musical: um concerto da Banda Marcial Infantil de Cubatão. O grupo foi um dos quatro escolhidos em toda a região, para presentear os frequentadores do Museu do Café dentro do projeto “Natal com gostinho de café”, já tradicional no espaço.

A criançada colocou todo mundo pra dançar com um repertório pra lá de animado que incluiu, além, é claro, das músicas natalinas como “Noite Feliz”, “Boas Festas”, canções pop como “Bad romance”, “On Broadway”, “Cartoon Simphonic”, “Let’s make music”, “Tempestade” e “Michael Brown the boat ashore”. Os meninos e meninas, sob a regência do maestro Paulo Henrique Paiva mostraram a todos porque Cubatão continua sendo um celeiro de talentos musicais.

Formada por 45 crianças com idade entre 9 e 15 anos, a Banda Marcial Infantil foi criada por músicos da Banda Marcial que atuam como monitores, repassando o conhecimento de adquiriram. É um projeto de formação, onde a garotada aprende desde as primeiras notas musicais até a prática de conjunto e formação de banda de sopros e percussão.

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Divulgação

ORQUESTRA JOVEM DO CUBATÃO SINFONIA EMOCIONA EM CONCERTO DE NATAL

Apresentação aconteceu no Teatro do Kaos (15/12). Foi exibido o documentário sobre o Projeto

Os jovens músicos do Projeto Cubatão Sinfonia simplesmente encantaram no Concerto de Natal realizado nesta quarta-feira (15/12) no Teatro do Kaos. Orquestra Jovem e Coral apresentaram um repertório especial, cheio de canções natalinas e temas de filmes como “Forrest Gump” e “A Bela e a Fera” (Somewhere out there). O concerto emocionou a plateia, que teve presenças especiais de Welington Borges, secretário de Cultura de Cubatão e Mariana Martins, diretora do Instituto Cultural Usiminas, um dos apoiadores do Projeto.

Para os jovens músicos, a oportunidade de se apresentar em um teatro representa a continuidade do sonho de se tornar um profissional da Arte. Um exemplo disso é Jefferson Tidra, de 11 anos. Há apenas dois meses integrando o Cubatão Sinfonia, o menino está feliz vida: já participa da Orquestra, tocando flauta transversal. Nesta quarta-feira, outros 40 jovens também puderam mostrar a todo o público, o resultado de mais esse ano de trabalho.

Momento especial aconteceu durante a exibição do documentário “Projeto Audiovisual Cubatão Sinfonia”, elaborado por estudantes do Curso de Comunicação da Unimonte. O vídeo teve duração de 18 minutos e mostrou, de maneira bastante sensível, a história de vida dos alunos e a construção do Projeto sociocultural instalado na Cota 200.

O Concerto também despertou discursos emocionados como do Coordenador Artístico do Projeto, Eder Crispim, que ressaltou a importância social do Cubatão Sinfonia para as crianças moradoras das Cotas e outros bairros próximos, já que ali não contam com nenhum tipo de atividade nem espaço de lazer. Já o secretário de Cultura de Cubatão, Welington Borges, falou sobre a inclusão do Projeto na vida cultural da cidade.

A diretora do Instituto Cultural Usiminas, Mariana Martins, disse estar muito feliz de poder acompanhar o concerto. Depois de viagem longa - já que está instalada em Belo Horizonte (MG) – ela se disse bastante à vontade para curtir a apresentação: “A Usiminas se orgulha em apoiar projetos que mudem a vida das pessoas para melhor, como esse”, disse.

Em busca de patrocinadores – o Projeto agora está em busca de novos apoiadores que queiram continuar patrocinando esse sonho. O Cubatão Sinfonia tem a chancela da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, o que permite que empresas patrocinem as atividades através de cotas. Neste ano de 2010, contou com o patrocínio da Usiminas e apoio das empresas Ecopátio, Posto Pólo e Engebasa.

O Projeto sociocultural foi criado em 2007 pela Associação de Amigos da Banda Sinfônica de Cubatão e hoje atende mais de 150 jovens e adultos dos bairros Cota, Grotão, Pinheiro do Miranda, Fabril e Água Fria com aulas gratuitas de música, canto coral e grupo cênico. Instalado na principal avenida da Cota 200, ocupando várias salas dentro do Shopping da Comunidade, o Programa pretende ampliar o número de atendimentos ano que vem, passando a abrigar pelos menos 250 alunos. Todas as informações sobre o Projeto estão no site www.cubataosinfonia.org.br .

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Carlos Felipe

AUTO DE NATAL DA MELHOR IDADE ENCANTA EM CUBATÃO

A apresentação foi nesta quarta-feira (15/12) no saguão do Paço Municipal e reuniu pessoal do Coral Raízes da Serra e Projeto Conviver
 
A história de amor entre Deus e o homem recontada de maneira madura e singela. Atores e cantores da chamada “melhor idade” simplesmente arrebataram os corações de quem acompanhou o Auto de Natal do Projeto Conviver nesta quarta-feira (15/12) à tarde. O saguão do Paço Municipal foi o espaço escolhido para instalação do cenário. A plateia, encantada, era formada por funcionários públicos, cidadãos que estavam na Prefeitura, secretários municipais e a prefeita Márcia Rosa, que fez questão de prestigiar o espetáculo.

Tudo começou com a apresentação do Coral Raízes da Serra, também formado pelo pessoal da Terceira Idade. Com canções como “Glória a Deus nas alturas”, “Natal Branco”, “Natal verde e amarelo”, o feliz casamento entre música e teatro tornou a produção ainda mais especial. Destaque para o excelente trabalho da regente Sandra Diogo Moço e da pianista Ruth Fernanda, que conduziram com maestria os acordes. A harmonia de cada som valeu por uma prece.

Enquanto isso, entre uma canção e outra, os 18 atores do Grupo Teatral Arte em cena, do projeto Conviver, se revezavam no palco improvisado para contar essa bela trajetória bíblica, desde o anúncio da gravidez da virgem Maria, passando pela confirmação da mensagem a José por um anjo, a viagem do casal até Belém e o nascimento de Jesus em um estábulo.

Interessante foi ver como uma história que já faz parte da memória coletiva – o nascimento de Cristo - pode ser contada de forma tão diferente e alegre por aqueles que já passaram dos 60 anos. É como se cada um ali carregasse em sua interpretação, cheia de vitalidade, o real significado do “espírito natalino”, recheado de bondade e amor ao próximo. O musical fez parte do projeto “Natal Iluminado” da Prefeitura de Cubatão. Até o dia 18/12, várias apresentações artísticas acontecem em vários pontos da cidade, sempre levando uma mensagem de paz e esperança.

Após o espetáculo, não foi difícil ver o público comentando sobre o sucesso da apresentação. Para Lourimar Vieira, diretor de teatro, foi maravilhoso ver cada um desses atores transportar sua experiência de vida para o palco: “Me emocionei ao vê-los contando de maneira tão direta e sensível essa linda história do nascimento de Jesus”. Com certeza, todos que tiveram seus corações tocados por essa mensagem, na noite de Natal vão se lembrar de um dos trechos da apresentação que dizia: “Que noite linda! É sim, uma noite especial.”

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Rodrigo Fernandes

ORQUESTRA DO CUBATÃO SINFONIA LOTA PÁTIO DE ESCOLA NA COTA 200

Apresentações de natal aconteceram nesta sexta (10/12) e quinta-feiras (9/12), reunindo mais de 100 jovens artistas

A emoção de acompanhar, pela primeira vez, o concerto de uma Orquestra Jovem. Para muitos moradores das Cotas, conferir o espetáculo de fim de ano do Projeto Cubatão Sinfonia foi um presente antecipado de natal. “Eu amo esse lugar porque além dos amigos, temos essa orquestra maravilhosa tocando pra nós”, disse, emocionada, dona Maria de Lourdes Santana, moradora do bairro, logo após a apresentação desta quinta-feira (9/12) no pátio da Escola Estadual Maria Helena Duarte Caetano, na cota 200.

Boa parte da noite foi regada à boa música clássica executada pela Orquestra Jovem e Coral do Projeto. Melodias como “Jesus Alegria dos Homens”, “Boas Festas” e canções gospel fizeram parte do repertório. No encerramento do espetáculo, alunos e plateia entoaram, juntos, a canção “Noite Feliz”. Quem esteve no espaço pode acompanhar, também, a exibição do documentário sobre o Projeto, realizado por alunos da Unimonte, com 17 minutos de duração.

Pátio lotado – as atividades continuaram nesta sexta-feira (10/12), no mesmo local. Desta vez, centenas de crianças, que ainda estão em aulas no colégio, se encantaram com a apresentação dos Grupos Cênico, de Sopros e Percussão e Camerata de Violões de Cubatão Sinfonia. Com uma programação basicamente formada por temas natalinos, foi possível ver a alegria nos olhos de quem acompanhava o concerto pela primeira vez e a felicidade no rosto de alunos e professores, que concluem mais um ano de atividades e crescimento na área cultural.

O Projeto Cubatão Sinfonia foi criado em 2007 pela Associação de Amigos da Banda Sinfônica com o objetivo de oferecer aulas gratuitas de música e canto coral para moradores dos bairros Cota, especialmente jovens matriculados regularmente na escola. O Projeto fez tanto sucesso que atualmente até os pais dos estudantes participam das atividades. O Cubatão Sinfonia atende mais de 140 crianças, adolescentes, jovens e adultos moradores não só da Cota 200, mas de outros bairros próximos como Água Fria, Pinheiro do Miranda e Fabril. Tem o patrocínio da empresa Usiminas e apoio da Prefeitura de Cubatão, Posto Pólo, Engebasa e Ecopátio. Outras informações podem ser obtidas no www.cubataosinfonia.org.br .

Maratona de apresentações – os jovens do Cubatão Sinfonia também realizam concertos musicais dia 15/12 às 18h no Teatro do Kaos, dia 16/12 às 10h durante o Simpósio “Construindo a sustentabilidade”, sobre os avanços da Agenda – à qual o Projeto está inserido, no Bloco Cultural. Dia 17/12, Orquestra Jovem oferece um presente de natal saboroso, bem na hora do almoço, para os funcionários da Usiminas. A apresentação será no refeitório da empresa às 12h.

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Rodrigo Fernandes

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

PROGRAMAÇÃO CULTURAL EM CUBATÃO / DEZEMBRO


Natal e Ano Novo

6, 7 e 8/12 às 15h
Grupo Rinascita de Música Antiga “Projeto Janelas para o passado”
Local: Biblioteca Municipal de Cubatão
Av. Nove de Abril, 1977

9/12 às 19h30
Cubatão Sinfonia em Concerto de Natal
Local: E.E. Maria Helena Duarte Caetano – Cota 200
(Orquestra, Coral e Grupo Cênico)

10/12 às 10h
Cubatão Sinfonia em Concerto de Natal
Local: E.E. Maria Helena Duarte Caetano – Cota 200
(Camerata de Violões, Piano, Trio de Saxofone, Grupo de Sopros e Percussão)

12/12 às 20h
Coral Zanzalá em Concerto de Natal
Local: Igreja São Francisco de Assis
Auditório João Paulo II – Rua Dom Idílio José Soares, 441


14/12 às 15h
Auto de Natal do Projeto Conviver e Coral Raízes da Serra
Local: Espaço Conviver
Rua Dr. Fernando Costa, 181

15/12 às 14h
Auto de Natal do Projeto Conviver e Coral Raízes da Serra
Local: Saguão do Paço Municipal
Pça. Dos Emancipadores, s/nº

15/12 às 18h
Cubatão Sinfonia em Concerto de Natal
Local: Teatro do Kaos
Pça. Coronel Joaquim Montenegro, 34 – Largo do Sapo

17/12 às 16h30
Coral Zanzalá em Concerto de Natal
Local: Fórum Municipal de Cubatão
Av. Joaquim Miguel Couto, 320

18/12 às 15h
Coral Raízes da Serra – Natal Solidário
Local: Centro Comunitário da Vila dos Pescadores
Rua Santa Júlia, 13-a


31/12
a partir das 19h - Shows musicais
0h – Queima de fogos
Local: Praça da Independência – Jardim Casqueiro
Gratuito



Teatro

Dias 9 e 10/12 às 20h
Peça “O Dragão” (classificação 16 anos)
Local: Teatro do Kaos
Gratuito

Dias 11 e 12/12 às 20h
Peça “O poeta da Vila e seus amores” (classificação 14 anos)
De Plínio Marcos
Local: Teatro do Kaos
Gratuito




Música e Dança

Dia 17/12 às 19h
Espetáculo “Feliz Vila Natal”
Apresentação do Ponto de Cultura Afrobanda
Local: Sociedade São Vicente de Paulo
Rua São Francisco de Assis, 70 – Vila Natal
Gratuito



Bailes da Melhor Idade

Sábados das 21h às 1h30
Local: GLC - Grupo Lazer e Cidadania
Pça. Coronel Joaquim Montenegro, 18 – Largo do Sapo
Gratuito
* não haverá dias 24 e 31/12

Domingos das 19h às 22h
Local: Conviver – Centro de Referência do Idoso
Rua Doutor Fernando Costa, 181 – Vila Paulista
Gratuito

DUAS PEÇAS NO FIM DE SEMANA NO TEATRO DO KAOS

"O Dragão"
Dias 9 e 10/12 às 20h
Gratuito

 ..:::

"O poeta da Vila e seus amores"
Dias 11 e 12/12 às 20h
Gratuito


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

ESPETÁCULO "MÚSICA E DANÇA": UMA VIAGEM PELOS ANOS DOURADOS

Sinfônica de Cubatão e Cia de Dança encantaram com qualidade técnica e alma criativa. As apresentações lembraram as peças da Broadway

Um espetáculo digno de um teatro da Broadway. A trilha sonora de grandes musicais, onde a vida (mesmo que por alguns instantes) é transportada ao mundo alegre e festeiro da Arte, nunca caiu tão bem para Banda Sinfônica de Cubatão e sua Cia de Dança. Neste fim de semana (4 e 5/12), os mais de 100 artistas que se revezaram no palco do Bloco Cultural, reafirmaram porque o Grupo Artístico é considerado um dos melhores do estado de São Paulo.

Minuciosamente ensaiada, a Sinfônica foi mais do que competente: o ressoar de seus metais – a alma das big bands – totalmente sincronizados, mostrou porque as canções dos salões de baile dos anos 20 e 50 ainda são uma das bem sucedidas aventuras musicais para a alma humana. Interpretadas com maestria pelos 80 instrumentistas da Banda, era impossível alguém ficar parado diante de músicas como “Big Band Spectacullar” e “Rock and roll explosion”.
Maestro Sadao: competência e energia

O repertório incluiu, ainda, a clássica “Porgy and Bess” de George Gershwin, uma opereta escrita em 1934, último grande trabalho desse grande compositor. No Brasil, um trecho desta obra ficou famosa quando interpretada por Marisa Monte e Carlos Fernando Nogueira (Banda Nouvelle Cuisine), no primeiro cd da cantora. Com a Sinfônica de Cubatão, a obra de Gershwin caracterizou-se pela composição de música sinfônica e ritmos de jazz dos anos 30, com melodias de fácil assimilação. Não era raro encontrar pessoas na plateia estalando dedos ou batendo os pés no chão, ao ritmo da bateria “nervosa” do percussionista Jonatas Rodrigo da Silva.

“Golden Days” – que tal entre uma canção e outra da Sinfônica, conferir uma coreografia da Cia de Dança, premiada nacionalmente? O público pôde conferir a montagem “Golden Days”, vencedora da categoria jazz do 29º Encontro Nacional da Dança. Embalados ao som de “Boogie woogie boy of Company”, o grupo levou a platéia a uma viagem pelos anos 50, os “anos dourados”, com todo vigor e energia da época.

West side history
O encanto de “West Side History” – a última parte do Concerto reuniu Sinfônica e Cia de Dança em uma interpretação genial de “West side history”, uma das obras mais conhecidas e premiadas do grande compositor norteamericano Leonard Bernstein, musical esse que continua em cartaz até hoje na Broadway, desde que foi montado, há 53 anos. A versão moderna de Romeu e Julieta foi contada em cada detalhe, a começar pela ambientação do palco, reproduzindo muros de tijolos, assim como no cartaz do musical que já percorreu o mundo inteiro.

Essa trilha musical, uma das mais bonitas da história da Broadway e do cinema (já que “West Side” virou filme), recebeu coreografias, na mesma proporção, sensíveis e harmoniosas, elaboradas cuidadosamente por Zeca Rodrigues (coreógrafo), Vanessa Toledo (diretora artística) e Silva Maria Silva Santos (produção). Lindas dançarinas interpretaram graciosamente uma das canções, abusando do balé clássico e suas piruetas. Giravam, giravam em seus vestidos roxos... e pareciam não fazer esforço algum.


Os bailarinos Laís Borges e André Santos
Momento sublime aconteceu no pas de deux entre os bailarinos Laís Borges e André Santos. A dupla apresentou dança moderna de qualidade, grande interpretação, mostrando grande influência da Cia Alvin Ailley, dos Estados Unidos (uma das cias pioneiras da Dança Moderna, isso nos anos 50). Na última canção de “West side”, a Sinfônica demonstrou sua superioridade musical, assim como a Cia de Dança, com todos os 24 bailarinos do palco. Força, vigor, energia colorida: uma mistura deslumbrante de som, dança e teatro.

A magia das big bands invadiu o lugar, encontrando no jazz a sua melhor expressão. Mesmo retratando uma época passada, meio século atrás, o espetáculo mostrou que os “anos dourados” criaram raízes de alegria e beleza no coração de todos: o doce ofício da Sinfônica e da Cia de Dança só vieram confirmar que o antigo e o contemporâneo se harmonizam no ritmo da vida.

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Carlos Felipe

BANDA MARCIAL DE CUBATÃO SE APRESENTA NO CITYBANK MUSIC HALL

“Música para cinema” será destaque nesta terça-feira (7/12) às 20h

A Banda Marcial de Cubatão volta a ser reunir em sua formação de orquestra de metais para se apresentar, desta vez, em uma maiores casas de espetáculo do Brasil, o Citybak Music Hall, na capital (Av. Jamaris, 213 – Moema). O concerto será nesta terça-feira (7/12) às 20h. O programa “Música para cinema” vai trazer as trilhas sonoras que encantaram gerações na telona.

Nesta ligação harmoniosa da música com a sétima arte, a Marcial criou um ambiente favorável, em que as canções têm o acompanhamento de cenas dos filmes na projeção da telona. Esta apresentação oferece uma oportunidade ímpar aos trabalhos musicais deste Grupo Artístico, que encanta por onde passa. A regência é do Maestro Alexandre Felipe Gomes.

Texto: Morgana Monteiro

domingo, 5 de dezembro de 2010

GRUPO RINASCITA APRESENTA "JANELAS PARA O PASSADO"

abrindo programação do “Cubatão Natal Iluminado", grupo faz uma viagem musical pela época renascentista, medieval e barroca

 O som dos períodos renascentista, medieval e barroco vão encher cada espaço da Biblioteca Municipal de Cubatão, uma verdadeira viagem musical! Através dos sons das flautas, cítaras, guitarras barrocas e outros instrumentos de época, os músicos do grupo Rinascita se apresentam dias 6,7 e 8/12 às 15h. Os concertos abrem a programação do “Cubatão Natal Iluminado”.

O Grupo Rinascita é especializado na divulgação da Música Renascentista, também conhecida como Música Antiga. No repertório estão canções de compositores que influenciaram grandes nomes como Bach, Beethoven, entre outros. Este projeto recebeu o nome de “Janelas para o passado”, pois através dessa abertura no tempo a plateia será transportada para um período romântico e recheado de canções de paz.

 Em cada dia se apresenta um grupo diferente: na segunda-feira (6/12) será o Grupo de Cordas, formado por viola da gamba, guitarra barroca, alaúde, violoncelo barroco e contrabaixo. No dia seguinte (7/12), o Grupo de Flautas é quem levará encanto à Biblioteca. E no encerramento do projeto (8/12) será a vez do Grupo de Sopros e Percussão mostrar o doce ofício do fazer artístico. O Rinascita utiliza réplicas fiéis dos instrumentos musicais utilizados entre os séculos XVI e XVII, todos feitos artesanalmente após grande pesquisa sobre os períodos da renascença e barroco, muitos deles importados da Europa.


O Rinascita tem uma história que começou há 35 anos. De um grupo experimental surgido no então Conservatório Musical de Cubatão (hoje Escola Técnica de Música e Dança “Ivanildo Rebouças da Silva”), se especializou e foi incorporado à administração municipal. Em agosto deste ano, mais um reconhecimento: foi tombado como patrimônio imaterial de Cubatão pelo Condepac, Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural. Atualmente é composto por 16 integrantes e é considerado o maior grupo musical do gênero na região da Baixada Santista.


Papai Noel e queima de fogos – Dentro da programação do Natal Iluminado, na próxima quinta-feira, 9, às 17 horas, na Raia Olímpica, no Jardim Casqueiro acontece a Chegada do Papai Noel. O Bom Velhinho resolveu inovar, ao invés de utilizar o trenó e as renas para a viagem, ele chegará de barco para visitar a Cidade.

Noel será recepcionado por moradores do bairro e do entorno e representantes do Clube Escoteiro Albatroz. A bordo de um Trio Elétrico visitará a UME Pernambuco e o Cantinho dos Aposentados, no Jardim Casqueiro. Às 20 horas, depois de um passeio pelas ruas convidando a população para conhecer sua Vila, será conduzido ao Paço Municipal, onde receberá das mãos da Prefeita Márcia Rosa, a chave da Cidade.

Encerrando as festividades de final de ano, um grandioso show pirotécnico está sendo preparado para a chegada de 2011. De acordo com o diretor da empresa Fogos Xingu, Vralden Porto, a expectativa é superar a queima de fogos do ano passado. “Este ano, serão 18 minutos de efeitos progressivos, com 27 toneladas de fogos, que subirão de 25 a 500 metros de altura, colorindo o céu de Cubatão, num espetáculo de tirar o fôlego”, afirma.

Texto: Morgana Monteiro e Ana Borges

CRIANÇAS DO PROGRAMA BEC SE APRESENTAM NAS RUAS

Repertório natalino encantou quem estava fazendo compras no Centro de Cubatão
 
Cerca de 30 crianças com gorrinho de Papai Noel, flautas nas mãos e a alegria contagiante do Natal. Os meninos e meninas do curso de Musicalização Infantil do Programa BEC – Banda Escola de Cubatão – entregaram um presente de boas festas antecipado à comunidade. Em uma apresentação-relâmpago, percorreram algumas galerias de compras, no centro da cidade. Quem estava passando pelo local ficou encantado. “Adorei a surpresa”, afirmou Milena Santos, uma estudante de 19 anos.

Na Galeria Passagem Livre, os pequeninos se apresentaram no corredor, chamando a atenção do pessoal do estacionamento e dos lojistas. Na Galeria Angelina, a escada serviu de palco para os jovens artistas. No repertório, canções como “Noite Feliz” e “Boas Festas”. A ideia, de acordo com o Coordenador Geral do BEC, Maestro Marcos Sadao Shirakawa, é proporcionar momentos de encanto para a população nesta época de fim de ano. E para os alunos, o contato com o público é essencial.

O Programa BEC funciona como uma escola livre de música. Hoje, atende cerca de 700 crianças, adolescentes e adultos em núcleos centrais e espalhados em bairros afastados como Vila dos Pescadores, Pilões, Água Fria, Jardim Nova República e Cota 200.

Texto e foto: Morgana Monteiro

CUBATÃO FAZ SEMINÁRIO COM ESPECIALISTAS INTERNACIONAIS EM PATRIMÔNIO CULTURAL

Local onde se encontram alguns dos sambaquis mais antigos e importantes do mundo; região cuja história insere-se nos primórdios da colonização do Brasil; sede do primeiro pólo industrial petroquímico-siderúrgico da América Latina, Cubatão recebeu nesta sexta-feira, dia 3, um grupo de professores de universidades e instituições de países latino-americanos e europeus — que nos últimos dias estiveram na Conferência Internacional sobre Patrimônio e Desenvolvimento Regional, em Campinas (Conpadre 2010) — para participar de um Seminário sobre o Patrimônio Cultural da Cidade.

Evento organizado pela Secretaria Municipal de Cultura, o Seminário foi aberto com apresentação do grupo de flautas do Rinascita e teve palestras do professor Manoel Mateus Bueno Gonzalez, da Universidade de São Paulo, que falou sobre "Perspectivas Arqueológicas em Cubatão"; e da professora Grácia Dorel Ferre, da Université de Savoie, França, sobre o tema "Arquitetura Industrial".
Em sua palestra, Manoel Gonzalez apresentou um resumo do trabalho de pesquisa que vem realizando na Cidade, com destaque para os sítios cerimoniais (sambaquis), os sítios de contato relativos aos povos tupiniquins e tupinambás (restos de utensílios e outros materiais) e os sítios históricos (ruínas de edificações que remotam aos primórdios da industrialização brasileira).

Arquitetura Industrial - Já a professora Grácia fez um amplo painel das manifestações do homem industrial ao longo, em especial dos aspectos relativos à arquitetura ligada às atividades fabris, dos avanços sociais decorrentes do trabalho, das conquistas trabalhistas ao longo da história, chegando à sociedade pós-industrial em que vivemos desde meados do século passado, onde predominam os serviços, com as atividades industriais cada vez mais automatizadas ficando em segundo plano.

Para a professora, a grande pergunta que se faz, hoje, quanto ao patrimônio industrial que herdamos, é exatamente "como reutiliza-lo sem o trair". Como resposta, apresentou vários exemplos de antigas instalações industriais existentes ao redor do mundo, bem como grandes máquinas inativas, que foram restaurados, receberam adequada arquitetura de apoio e se transformaram em locais de intensa e lucrativa visitação turística. A mesma receita que ela e o professor Manoel Gonzalez indicam para Cubatão.

Presenças - O Seminário contou com a presença de André Munhoz de Argolo Ferrão, da Unicamp, presidente da Conferência Internacional sobre Patrimônio e Desenvolvimento Regional; Joaquim Sabaté Bel, professor de Urbanismo da Universidade Politécnica da Catalunha, Espanha; Jorge Tartarini, diretor do Museu da AVSA/Argentina; Miguel Angel Alvarez Areces, de Incuna, Espanha; Andrés Satizabel, da Universidade Nacional da Colômbia; Humberto Morales Moreno, da Universidade de Puebla, México; Teresita Nunes, da Universidade de Buenos Aires, Argentina; Eugênio Garces Felil, da PUC/Chile.
Mais: José Manoel Lopes Cordeiro, da Universidade do Minho, Portugal; Laura Amarilla, da Universidade de Córdoba, Argentina; Mônica Ferrari, da Universidade de Tucumã, Argentina; Carolina Rainero, da Universidade de Rosário, Argentina. Pela Prefeitura de Cubatão, participaram Welington Ribeiro Borges, secretário municipal de Cultura e presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultura de Cubatão (Condepac), que conduziu o encontro e saudou os presentes; Fábio Inácio, secretário municipal de Educação; Patrícia Limeres, representante da Usiminas; e Genilde Josino Espina, presidente do Conselho Municipal da Condição Feminina de Cubatão. Pela manhã, o grupo conheceu os monumentos da Estrada Velha do Mar.

Texto: Oswaldo de Mello
Fotos: Lincoln Spada (LS) e Carla Martuscelli (CM)

PROGRAMA BEC FORMA PRIMEIRO ALUNO

   Edson Souza da Silva agora é percussionista formado pela Banda Escola de Cubatão

A noite desta quinta-feira foi especial para Edson Souza da Silva: ele é o primeiro aluno a se formar pelo Programa Banda Escola de Cubatão – BEC, realizando uma conquista inédita. O jovem completou os 10 módulos de aprendizado em Percussão Erudita propostos pelo Programa. Foram cinco anos de muita dedicação, desde quando ingressou na escola livre de música.

A formatura do jovem músico aconteceu nesta quinta-feira (2/12) à noite, na sala de audições do Conservatório Municipal, gentilmente cedida pela direção. Visivelmente emocionado e acompanhado por uma plateia cheia de professores, parentes e amigos, Edson encantou com canções-estudo da percussão e demonstrou total agilidade e domínio dos instrumentos vibrafone, tímpano, caixa e xilofone em peças solo e outras vezes, acompanhado por outros músicos, também estudantes de violino e piano.

Para o Coordenador Geral do BEC, Maestro Marcos Sadao Shirakawa, a formatura de Edson é um marco na história do Programa. O Maestro parabenizou o músico, agradeceu a presença de todos e desejou uma carreira brilhante ao percussionista, e ressaltou que essa formatura só vem ressaltar a qualidade do ensino oferecido no local. “Estamos radiantes com essa conquista”, afirmou.

Durante esses anos de estudo na música, Edson ingressou na Banda Marcial de Cubatão, através de processo seletivo. Este é, aliás, um dos objetivos do Programa BEC: os Grupos Artísticos de Cubatão com os talentos descobertos na escola, gente que poderá fazer parte, também, da Banda Sinfônica, Cia de Dança, Grupo Rinascita e Coral Zanzalá.

Cubatão, celeiro de talentos – Edson tem uma história muito parecida com tantos outros músicos cubatenses, jovens ou não. Começou a se integrar nesse mundo das Artes ainda no ensino fundamental. Com apenas 11 anos de idade ingressou na Banda de Tambores José da Costa, da qual participa até hoje, repassando o que aprendeu a outras pessoas. Em 2005 iniciou o Curso de Percussão Erudita no BEC porque desejava se profissionalizar. Foi ali que encontrou monitores competentes e verdadeiros amigos: “Meu muito obrigado aos professores Kelly Regina Cabral, Jonatas Rodrigo da Silva e Natali Calandrim. Eles foram muito importantes nesse processo de formação musical e se tornaram grandes amigos meus”, disse Edson.

Da esq. para dir.: Jonatas Silva (percussionista), Edson, Maestro
Marcos Sadao (Coord. Geral BEC) e Davi Rosalino (Coord. de
Atividades do BEC)
Atualmente, o jovem é o líder da Percussão na Banda do BEC, o que os músicos costumam chamar de “chefe de naipe”. Pensa em fazer Faculdade de Música e se especializar ainda mais. A formatura de Edson é mais uma prova de que investimento na Música em Cubatão vale a pena, pois a cidade não pára de produzir ótimos artistas. O Programa BEC funciona como uma escola livre de música e é mantido pelo governo municipal. Além da sede que funciona no Parque Anilinas, conta com outros pólos de iniciação musical em bairros carentes, somando cerca de 700 alunos.

Texto e fotos: Morgana Monteiro

SINFÔNICA DE CUBATÃO ENCANTA IDOSOS DO LAR FRATERNO

Apresentação levou músicas natalinas aos 28 idosos que vivem no espaço
 
A tarde desta quinta-feira (2/12) no Lar Fraterno, em Cubatão, foi marcada por muita emoção e um exemplo de cidadania. A Banda Sinfônica da cidade realizou um concerto musical para os 28 idosos que vivem no lugar. Com um repertório cheio de canções natalinas, a apresentação trouxe de volta o encanto dessa época de festas aos vovôs e vovós atendidos pela entidade.

A Sinfônica, em uma formação reduzida, escolheu o espaço bem em frente à varanda da Instituição, onde os idosos costumam passar as tardes conversando ou tricotando. Dona Maria de Lourdes Martins, de 94 anos, escolheu um lugar privilegiado para assistir ao Concerto: sentou bem na ponta direita do sofá colocado na varanda da Instituição, bem pertinho do Maestro Marcos Sadao Shirakawa. Ela era uma das espectadoras mais animadas da seleta plateia.

Depois de acompanhar várias canções como “Jesus alegria dos homens” (Bach), “Natal branco” (I. Berlin) e “Boas Festas” (A. Valente), dona Maria de Lourdes chegou a pedir ao Maestro que tocasse a música “Noite Feliz”: pedido prontamente atendido pelos músicos. Emocionada, agradeceu a todos com muitas palmas.

Para esses idosos atendidos pelo Lar Fraterno, a presença dos músicos da Sinfônica foi o próprio presente de natal. Distante dos parentes, a maioria afirmou que visitas são muito bem vindas. O Maestro Marcos Sadao agradeceu a atenção de todos e a oportunidade da Banda poder divulgar o doce ofício de levar Arte à comunidade. O Lar Fraterno é um entidade social que conta com o apoio da Prefeitura e atualmente é administrada pelo professor Rubens Marino.

Maratona de apresentações da Sinfônica – neste fim de semana, dias 4 e 5/12, a partir das 20h, Banda Sinfônica e Cia de Dança apresentam o espetáculo “Música e Dança”, uma viagem pelo som das big bands. No dia 10/12, os mais de 100 artistas realizam o Concerto de Natal da Casa da Esperança, no Rotary Clube de Cubatão, também com repertório natalino, a exemplo do que foi apresentado no Lar Fraterno. Será às 9h30.

Texto e fotos: Morgana Monteiro

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

DIA NACIONAL DO SAMBA É COMEMORADO EM CUBATÃO

Seu Dodô: 56 anos dedicados ao Samba
A “Alvorada do Samba” reuniu sambistas e autoridades no Largo do Sapo

Emocionado, Donelson Teixeira, mais conhecido como Seu Dodô, foi quem executou as 21 batidas no surdo na alvorada desta quinta-feira (2/12) em Cubatão, cumprindo o ritual em comemoração ao Dia Nacional do Samba. Não havia pessoa melhor para conduzir as homenagens ao ritmo, expressão maior da cultura popular brasileira. Aos 72 anos de vida, Donelson carrega a felicidade de 56 anos de dedicação ao mundo do Samba.

Seu Dodô foi um dos fundadores da GRESC Independência, do Jardim Casqueiro – isso em 1976 – e até hoje vai para a avenida com a Escola. Considera a retomada da “Alvorada do Samba” uma grande conquista: “Para quem é sambista, essa data é quase um dia santo! E executar esse toque no surdo, pra mim, foi um grande privilégio”, disse, com lágrimas nos olhos.

O ritual característico em comemoração à data aconteceu exatamente às 6h. Em um só local estavam as bandeiras do Brasil, do estado de São Paulo e de Cubatão, ladeadas pelos estandartes das Escolas de Samba da cidade: Independência, Unidos do Morro e Nações Unidas.  Além das batidas no surdo, houve queima de fogos, muitas palmas e a palavra dos representantes das agremiações e blocos carnavalescos.

A retomada da “Alvorada do Samba” é uma grande conquista para aqueles que levam o Samba a sério. Para o Mestre Dão, representante da GRESC Independência, é indispensável que a homenagem se torne tradição no município. Amélia Santos, sambista que trouxe o estandarte da GRES Unidos do Morro, disse que a felicidade neste dia é completa para quem ama o ritmo que melhor identifica os brasileiros em todo o mundo.

Aloísio de Castro, mais conhecido como “Carnaval” foi o único representante dos blocos carnavalescos a estar presente na cerimônia. O Secretário de Cultura, Welington Borges, afirmou que as homenagens ao Dia do Samba vão continuar ano que vem e são indispensáveis para formação de uma nova identidade cultural no município.

Durante a cerimônia, foi lido um texto enviado pelo “marechal do samba”, J. Muniz Jr, pesquisador do ritmo e da cultura afrobrasileira, contando um pouco da história da instituição do Dia Nacional da Samba, comemorado desde 1964.  E lá se vão 46 anos de engrandecimento da cultura popular e do ritmo que melhor identifica o país, levando felicidade para tanta gente, como já dizia o compositor Zé Kéti: “Eu sou o Samba / sou natural daqui do Rio de Janeiro / sou eu quem levo a alegria para milhões de corações brasileiros / Salve o Samba, queremos Samba / Quem está pedindo é a voz do povo de um país / Salve o Samba, queremos samba / essa melodia de um Brasil Feliz”.

Tem mais samba neste sábado – as comemorações ao Dia Nacional do Samba prosseguem no sábado (4/12), com uma vasta programação na quadra da Escola de Samba Independência, do Jardim Casqueiro (rua Joaquim Jorge Peralta, 13), a partir das 20h. O evento contará com a participação de vários artistas, sambistas da cidade e da região, baterias das agremiações cubatenses e apresentação do grupo “Brazilian Show”, banda “Tipo Exportação”, que já levou esse ritmo tipicamente brasileiro para dezenas de países.

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Rodrigo Fernandes

ESPETÁCULO "MÚSICA E DANÇA" TRAZ O SOM DAS BIG BANDS A CUBATÃO

 Banda Sinfônica e Cia de Dança prometem encantar com sons e danças dos grandes bailes. Espetáculo acontece dias 4 e 5/12 às 20h com entrada gratuita

Imagine um grande salão de baile com suas donzelas cheias de brilho nas roupas e no olhar. No palco, o som encorpado das big bands: muitos, muitos metais ressoando canções de alegria e romance. Isso é apenas um pouco do que a Banda Sinfônica de Cubatão e Cia de Dança vão oferecer no espetáculo “Música e Dança” neste fim de semana. A apresentação acontece no Bloco Cultural, neste sábado (4/12) às 20h, com reapresentação no domingo (5/12), no mesmo horário. A entrada é gratuita.

Big Band é uma expressão inglesa que indica um grande grupo instrumental associado ao jazz. Esse tipo de formação foi popular nos anos 20 e 50, período conhecido como a “Era do Swing”.  E é justamente esse clima que a Sinfônica quer retratar neste concerto, afirma o Maestro Marcos Sadao Shirakawa, regente da Banda. Para isso, estão incluídas no repertório canções do brilhante compositor norteamericano Leonard Bernstein: “Overture do Candide” é uma delas, peça muito popular entre as principais escolas de música por conta da qualidade da composição.

A viagem pelo mundo orquestral de Bernstein prossegue com a suíte de “West side history”, uma das obras mais premiadas e conhecidas dele. Quando se fala em “West side history” surge logo a imagem do filme de Robert Wise, ganhador de 10 Oscars. O que muitos esquecem é que antes do sucesso no escurinho do cinema, essa versão moderna de Romeu e Julieta foi montada nos palcos da Broadway, há exatos 53 anos, consagrando Leonard Bernstein como um dos grandes nomes da música instrumental.

 E em um casamento bem sucedido, Sinfônica e Cia de Dança se apresentam juntos, contando essa bela história, através do talento dos cerca de 100 artistas em um só palco. “West side” é um musical que retrata a vida de Tony e Maria, dois jovens apaixonados que são impedidos de ficarem juntos por conta da diferença de raças e classes.

Essa trilha musical é uma das mais bonitas da história dos musicais e do cinema. Baseado nessas canções, a Cia de Dança elaborou coreografias que falam de ternura e paixão, encontros e desencontros, com toques de nostalgia e pitadas de humor, mas sempre tendo o amor como tema principal e recorrente. Os estilos utilizados são o jazz, dance theater e balé clássico, elaboradas por Zeca Rodrigues e Laís Borges. A alma inovadora do Maestro Bernstein levou a música clássica ao conhecimento de todos. No concerto deste fim de semana, Sinfônica e Cia de Dança querem reproduzir toda essa genialidade.

Outra canção que merece destaque neste Programa é a clássica “Porgy and Bess” de George Gershwin, uma opereta escrita em 1934, último grande trabalho desse compositor, importantíssimo para a história da música mundial. A obra de Gershwin caracteriza-se pela composição de música sinfônica e tirmos de jazz dos anos 30, com melodias de fácil assimilação. A Sinfônica vai trazer, ainda, “Big Band spectacular” e “Rock and roll explosion”.

A premiadíssima coreografia “Golden Days” - continuando no clima dos grandes bailes, a Cia de Dança da Sinfônica mostra o trabalho realizado com afinco pelos seus 24 bailarinos. Em determinado momento do espetáculo, a Cia vai brilhar com a coreografia “Golden Days”, que deu o 1º lugar à Cia no Encontro Nacional de Dança (ENDA 2010), categoria jazz. Embalados ao som de “Boogie woogie boy of Company”, o grupo promete levar o público a uma viagem pelos anos 50, chamados de “anos dourados”, com todo vigor e energia da época, com direito a figurino elaborado, muitas saias rodadas, coques gigantes e uniforme de pracinhas.

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Carlos Felipe

PROGRAMA BEC FORMA PRIMEIRO ALUNO

Edson Souza da Silva conclui curso de Percussão nesta quinta-feira (2/12)

O Programa Banda Escola de Cubatão (BEC) dá mais um passo em direção à formação profissional de seus alunos. Nesta quinta-feira (2/12) às 19h, o aluno Edson Souza da Silva realiza uma conquista inédita no BEC: será o primeiro aluno a concluir os 10 módulos de aprendizado em Percussão propostos pelo Programa. Para o Coordenador Geral do BEC, Maestro Marcos Sadao Shirakawa, a formatura de Edson é um momento bastante importante pois ressalta a qualidade do ensino oferecido no local.

Edson sempre se interessou por música, em especial, pela percussão. Há 10 anos ingressou na Banda de Tambores José da Costa (que faz questão de participar até hoje). Em 2005 iniciou o Curso de Percussão Erudita no Programa BEC com a monitora Kelly Regina Cabral. Desde então, participou de vários grupos da escola. Atualmente é o líder da Percussão na Banda do BEC, o que os músicos costumam chamar de “chefe de naipe”. O aluno conclui todos os módulos propostos pelo Programa, incluindo dois cursos complementares de Harmonia e Percepção Musical na Escola Técnica de Música e Dança (ETMD) “Ivanildo Rebouças da Silva”.

Da um simples aluno, Edson conseguiu ingressar na Banda Marcial de Cubatão, através de processo seletivo. Este é, aliás, um dos grandes objetivos do Programa BEC: através do talento e dedicação dos seus alunos, suprir os Grupos Artísticos de Cubatão com esses jovens em formação. Além da Banda Marcial, os grupos como Sinfônica de Cubatão, Coral Zanzalá e Grupo Rinascita investem nesses jovens músicos.

A formatura de Edson acontecerá em forma de recital, dentro da escola ETMD. O repertório a ser executado pelo percussionista inclui peças solo de vibrafone como “Prelude and Blues” (Ney Rosauro), o solo de tímpano “Estudo 1” (Vic Firth), solo de bateria entitulado “A minute of news” (Eugene Novotney), além de participação junto ao Grupo de Cordas do BEC com a canção “Concerto para violino” (Johann Sebastian Bach) e um dueto com a pianista Carolina de Souza com uma peça em que executará o xilofone, “Valse Brilliant” (George Hamilton Green). Todas essas músicas são assinadas por grandes nomes da música erudita.

Texto: Morgana Monteiro

NO PALCO, 300 JOVENS ARTISTAS DO PROGRAMA BEC

Alunos dos cursos de Música e Dança do Programa Banda Escola de Cubatão lotaram o Bloco Cultural no fim de semana

Existe um lugar no coração de jovens cubatenses que desperta nessas crianças e adolescentes, a vontade de viver um futuro na Música e na Dança. Prova disso foi a participação de mais de 300 meninos e meninas das Oficinas do Programa BEC (Banda Escola de Cubatão). Neste fim de semana, eles subiram ao palco do Bloco Cultural para apresentar tudo o que aprenderam durante o ano.

No sábado (27/11), as alunas dos cursos de Dança encantaram com coreografias cheias técnicas de balé clássico e jazz. O figurino elaborado e a iluminação especial do Bloco Cultural, proporcionaram uma noite diferente para essas bailarinas de primeira viagem, seus pais e amigos que acompanharam a Mostra. As jovens têm aulas nos núcleos do BEC instalados na Estação das Artes e Cota 200.

E se a paixão pela música nasce ainda na infância, podemos dizer que Cubatão vai ter uma boa safra de instrumentistas daqui há alguns anos. Prova disso foram os concertos dos alunos do Programa neste domingo (28/11). Pela primeira vez todos os estudantes dos cursos musicais oferecidos pelo BEC se apresentaram em uma só tarde, somando 250 participantes.

Oportunidade incrível para 150 crianças do curso de Musicalização Infantil, especialmente para aquelas moradoras dos bairros Água Fria, Pilões, Vila dos Pescadores e Jardim Nova República. O Programa BEC instalou núcleos nesses bairros carentes, dando a oportunidade a esses pequenos artistas de conhecerem uma outra realidade, a da Arte. Famílias inteiras estavam no concerto para fotografar ou filmar a primeira apresentação daqueles que, quem sabe, serão grandes músicos ou cantores.
O jovem músico Boaz, de 11 anos

Com um repertório cheio de canções folclóricas e de natal, as crianças encantaram ao entoar seus sons na flauta doce, todas enfeitadas com toucas de Papai Noel. Exemplo disso foi o menino Boaz Gabriel Cabral, de 11 anos, que brilhou ao som de uma pequena bateria. Nascido em uma família de músicos, assumiu a veia artística e encheu os pais de orgulho. “Desde muito pequeno ele se interessa por Música, mas nesta apresentação, se superou”, afirmou a mãe, Rosângela Cabral, que é professora.

Para o pai do menino Boaz, a música mudou a vida do filho: “Ele se encontrou através dessa Arte e nós sempre iremos apoiá-lo. Ele ainda participa da Musicalização Infantil por causa da idade, mas em casa, toca bateria como ninguém”, afirmou Paulo Sérgio Fernandes, funcionário público. O Coordenador de Atividades do BEC, Davi Rosalino, explicou que são nas aulas de Musicalização que a garotada tem o primeiro contato com ritmos, notas musicais, partituras. “É uma fase preparatória para escolha do instrumento musical”, garantiu.

Outros grupos musicais também se apresentaram. O Coral, sob o comando da monitora Daniela Martins, encheu de graça o Bloco Cultural. Formado basicamente por vozes femininas, estava ali um recital recheado de canções da MPB. A Banda Escola mostrou a força dos metais e da percussão através de peças eruditas, ensaiadas com afinco pelos jovens. E a Orquestra de Cordas arrancou muitos aplausos da plateia com seu som encorpado e cheio de vida.
Orquestra do BEC

A Camerata de Violões deu um show à parte com músicas de Stevie Wonder e outros grandes nomes da música mundial, regida pela monitora Deblas Alves. E em meio a tantas crianças e adolescentes encontramos o Seu Josinaldo Vieira, de 55 anos. Este morador do Jardim Costa e Silva é apaixonado por música sertaneja e decidiu aprender a tocar violão para montar uma dupla com um amigo. Para ele, conviver com os mais jovens é uma alegria. “Me sinto feliz ao lado deles porque aprendemos Música juntos, e eu posso ensinar a minha experiência de vida”, afirmou, logo após a apresentação.

Para o Coordenador do BEC, maestro Marcos Sadao Shirakawa (que também é regente da Banda Sinfônica de Cubatão), os concertos de fim de ano do Programa foram um sucesso. “Quando vemos o brilho no olhar de todos esses alunos que se apresentam, muitos pela primeira vez, percebemos que o nosso trabalho valeu a pena”, afirmou, emocionado.

Texto: Morgana Monteiro
Foto: Carlos Felipe

CUBATÃO DISCUTE SEU PATRIMÔNIO CULTURAL

O evento está inserido na programação da Conferência Internacional sobre o Patrimônio e desenvolvimento Regional (Conpadre) e acontece dia 3/12 a partir das 13h30

O patrimônio cultural de Cubatão, que ajuda a construir a história do município, vai ser tema de palestras nesta sexta-feira (3/12). A partir das 13h30, no miniauditório da Câmara Municipal, autoridades no assunto, de várias partes do mundo, estarão reunidas na Conferência Internacional sobre o Patrimônio e Desenvolvimento Regional, o Conpadre 2010. O objetivo do encontro é discutir a importância dos patrimônios culturais, e de que maneira eles podem e devem conviver em harmonia com o progresso e crescimento das cidades.

Este ano, o Conpadre já percorreu os municípios de Campinas, Jaguariúna, no interior paulista, e encerra as atividades em Cubatão, onde recebeu o nome de “Seminário do Patrimônio Cultural”. André Munhoz de Argollo Ferrão, presidente da Conferência, fará a abertura do encontro, falando sobre o que é o congresso. Na sequência, Grácia Dorel Ferre, da Universidade de Savoie, na França, realiza a palestra “Arquitetura industrial”, destacando a importância de se preservar essas edificações.

Interessante, também, será o discurso do professor Manoel Gonzalez, que realiza pesquisas arqueológicas no entorno do Largo do Sapo, tombado recentemente pelo Condepac, Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Cubatão. Gonzalez vai falar justamente sobre as perspectivas arqueológicas na cidade, citando outra importante descoberta, dos sambaquis (agrupamentos de conchas criados pelos habitantes pré-históricos da região, até cinco mil anos atrás). O encerramento será feito por Welington Borges, presidente do Condepac e também secretário municipal de Cultura, que vai apresentar os trabalhos realizados pelo Conselho nesta última gestão.

fonte: www.cubatao.sp.gov.br

ESCRITOR PERUANO DOA LIVROS DE SEU PAÍS PARA A BIBLIOTECA DE CUBATÃO

Óscar Limache falou sobre Mario Vargas Llosa e a literatura feita no Peru em conferência na cidade

 Após conferência sobre a literatura de seu país realizada na Biblioteca Municipal de Cubatão na semana passada, o poeta Óscar Limache, de Lima (Peru), deixou para os leitores de Cubatão algumas obras e revistas literárias publicadas em seus país e ainda inéditas no Brasil.

 De seus livros de poesia ficaram em Cubatão um exemplar de "Viaje a la lengua del puercoespín" e "Voo de identidade", lançado em edição bilíngüe e artesanal durante sua visita, com tradução do jornalista Alessandro Atanes, da assessoria de imprensa de Cubatão. "Voo de identidade", autografado pelo autor especialmente para a Biblioteca, está dedicado para um "leitor desconhecido", isto é, para cada um que busca-lo nas prateleiras do local.

Limache ainda presenteou a biblioteca com os livros "Balada de la piedra que canta", de Juan Pablo Mejía, e uma edição feita no Peru de "Las palabras del Rímac", do mexicano Felipe Mendoza, livro que faz uma homenagem ao Rio Rímac, que corta a cidade de Lima.

Entre as revistas, a Biblioteca recebeu a quarta edição de "El jinete de la tortuga" (O cavaleiro da tartaruga), formada por um exemplar de narrativas e outro de poesia. No de poesia, há poemas do brasileiro Mário Quintana traduzidos para o espanhol por Óscar Limache.

Estas obras se unem na Biblioteca a outros nomes das letras peruanas, como Ciro Alegría e Ricardo Palma, que têm textos na "Antologia do conto hispano-americano". Já o leitor de poesia pode encontrar autores peruanos na revista Poesia Sempre, editada pela Biblioteca Nacional, em um número dedicado a poetas peruanos do século XX. Já Mario Vargas Llosa comparece com o romance "O batismo de fogo".

A conferência – Falando em espanhol, o poeta e professor disse que a conquista do Nobel de Literatura por seu conterrâneo Mario Vargas Llosa será uma oportunidade para que o mundo conheça mais da cultura peruana: "Se os suecos não dessem o Nobel a Mario Vargas Llosa, a literatura peruana não estaria em foco. Fora ele, não se conhece nada do Peru. Não encontro literatura peruana, raramente música, nada de gastronomia de meu país".

Entre os nomes apresentados pelo poeta estão Ricardo Palma, que transformou em narrativas as crônicas do século XIX feitas em Lima, Ciro Alegría, César Vallejo e Carlos Oquendo de Amat, autor de "5 metros de poemas", livro acordeão que se desdobra até atingir a medida indicada no título.

Apaixonado por poesia brasileira, Limache encerrou o encontro lendo versos que ele traduziu para o espanhol do escritor cubatense Marcelo Ariel. O secretário de Cultura, Welington Borges, comemorou a realização de um evento literário internacional na cidade: "É a primeira vez que trazemos um escritor internacional à Biblioteca. Pelo que conversei com o público, foi muito gratificante para todos poderem entender e se comunicar mesmo falando línguas diferentes".

texto: Alessandro Atanes

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

OFICINA PARA O EDITAL PROCULTURA JUVENTUDE NEGRA

No próximo sábado, dia 4 de dezembro, às 9h, a Fundação Cultural Palmares realizará a última oficina para a apresentação do Edital Procultura Juventude Negra, no auditório do Museu Afro Brasil, em São Paulo. A oficina será ministrada por técnicos da Fundação Palmares e conta com o apoio da Representação Regional de São Paulo do Ministério da Cultura e do Museu Afro Brasil. Os interessados em participar deverão enviar nome, número do documento de identidade e telefone para o endereço eletrônico karina.gama@palmares.gov.br. Mais informações podem ser obtidas por meio do mesmo e-mail ou pelo telefone (61) 3424 0188, com Karina Gama, ou na Representação Regional do Ministério da Cultura no estado de São Paulo, com Henry Durante e Fred Roth, nos telefones (11) 5539-6304/08 e no e-mail comunicacao.sp@cultura.gov.br

Data - 04 de dezembro
Horário - 09h às 12h
Local - Museu Afro Brasil
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Parque Ibirapuera - Portão 10
Telefone: (11) 3320-8900

I Edital Procultura - Núcleo de Formação Cultural da Juventude Negra

O Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura e da Fundação Palmares, lançou o Edital Seleção Pública para Apoio a Projetos: I Edital Procultura - Núcleo de Formação Cultural da Juventude Negra. Esta ação está em conformidade com o Plano de Trabalho Anual do Fundo Nacional da Cultura, aprovado em setembro deste ano, e é destinado a instituições educacionais e culturais, públicas e do terceiro setor, que tenham como foco de atuação o ensino superior.

O Edital tem por objetivo selecionar projetos para implantação de dez (10) Núcleos de Formação Cultural - NUFOC, em dez Estados brasileiros diferentes, sendo duas instituições selecionadas em cada Região do País: Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Os projetos devem ser elaborados para viabilizar o acesso de jovens afrobrasileiros,  a uma capacitação técnico-cultural. Sua finalidade deve ser a formação de agentes culturais, aptos a atuar como promotores da cultura afrobrasileira no mercado de trabalho e em suas comunidades, conscientes das habilidades específicas necessárias à execução das atividades e com claro entendimento sobre a forte influência da cultura africana na formação da sociedade brasileira.

A meta da iniciativa é viabilizar a formação intelectual e técnica de seis mil jovens negros: três mil universitários e três mil estudantes do ensino médio com a formação concluída. Eles também deverão ser oriundos das classes sociais C, D e E, de todo o Brasil. O aporte de recursos para este edital é da ordem de seis milhões de reais, dos quais cerca de cinco milhões serão destinados para os NUFOC e o restante para custos administrativos e de divulgação.

Confira aqui o Edital (http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2010/11/PROCULTURA-JUVENTUDE-NEGRA.pdf).

Edital Procultura

Inscrições das propostas devem ser feitas até 11 de dezembro de 2010 pelo sistema SALIC, do MinC  - http://sistemas.cultura.gov.br/propostaweb/

Dúvidas poderão ser respondidas pelo endereço eletrônico editalnufoc@palmares.gov.br, ou pelo telefone (61) 3424-0185.

Site - www.palmares.gov.br
Twitter - www.twitter.com/culturanegra
YouTube - www.youtube.com/fundacaopalmares
Flickr - www.flickr.com/photos/culturanegra

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A GENEROSIDADE DE UM ESCRITOR

João Carrascoza compartilhou o fazer literário na Biblioteca Municipal de Cubatão. Foi mais uma etapa do projeto Viagem Literária

Assim como a história de cada um é pessoal e intransferível, um conto, um romance ou uma poesia pedem um jeito exclusivo para serem contados. Para o escritor João Carrascoza, a criação literária será sempre um reflexo do autor, sua maneira de interpretar o mundo e as coisas. Carrascoza fez essas e outras considerações durante a Oficina de Criação Literária, nesta terça-feira (23/11), na Biblioteca Municipal de Cubatão.

Cheio de animação e dinâmicas de grupo, ensinou técnicas diferentes para escrever contos. Em um dos exercícios, os participantes foram orientados a elaborar um texto de mãos dadas com o companheiro ao lado. Depois, na leitura, ficou evidente a sintonia que é criada através do toque e da conexão. Desta maneira, conseguiu mostrar que a literatura nasce quando há essa ligação entre o mundo e o autor: “Escrever é um trabalho intelectual que passa pela sensibilidade. É a construção racional de uma emoção, como nos disse Edgar Allan Poe”.

Em outra atividade, os escritores em potencial fizeram um pequeno texto sobre sua fruta preferida. Carrascoza destacou as diferentes interpretações que surgem sobre um mesmo assunto. Enquanto alguns discorreram sobre o fruto, suas propriedades e as sensações que traz, outros o incluíram em pequenas situações cotidianas ou imaginárias. “O que lemos é o que o outro construiu. Nada vai ser maior que a história que você tem dentro de você mesmo. O que precisamos é aprender a reconstruir a força dessa história de maneira que o outro possa entrar”, explicou.

Entre um exercício e outro, Carrascoza leu alguns pequenos contos: “Natal na barca” de Lygia Fagundes Teles, “Sinal dos Tempos”, de autoria dele mesmo, que - com Moacyr Scliar e Marina Colassanti - representou o Brasil em uma Antologia de Contos Latinoamericanos. Por fim, interpretou “Felicidade clandestina”, de Clarice Lispector. O escritor mostrou como uma obra literária, ainda que seja pequena como um conto, pode apresentar consistência e qualidade inquestionáveis do começo ao fim.

João Carrascoza é escritor, redator publicitário, professor da Escola de Comunicação e Artes da USP e da Escola Superior de Propaganda e Marketing. Publicou vários livros de contos, traduzidos, inclusive, para o inglês, espanhol, sueco e italiano. Dos prêmios que recebeu, destacam-se o Guimarães Rosa e Jabuti. Seu livro “Espinhos e Alfinetes”, recentemente lançado, foi bastante elogiado. O escritor doou algumas de suas obras para a Biblioteca Municipal: “Dias raros”, “A terra do lá” e “O médico e o monstro”, uma tradução da livro de Robert Louis Stevenson. Para quem esteve na Biblioteca na noite chuvosa de terça-feira, foi uma oportunidade incrível: participar de uma oficina de criação literária com uma figura tão intensa e um dos melhores contistas brasileiros contemporâneos. Um dia em que João Anzanello Carrascoza nos emprestou sua genialidade e generosidade.

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Carlos Felipe

JOVENS TALENTOS DO PROGRAMA BEC DESPONTAM EM CUBATÃO

Apresentações da Orquestra e Banda reuniram mais de 100 crianças e adolescentes que estudam música na cidade
 

Eles são jovens e encontraram na música, uma nova paixão. Muitos pensam em seguir carreira e, quem sabe, serem contratados por orquestras e bandas sinfônicas espalhadas Brasil afora. Estamos falando das crianças e adolescentes que estudam música no Programa BEC – Banda Escola de Cubatão. Neste fim de semana (21/11), eles subiram no palco do Bloco Cultural e encantaram a plateia.

Com um repertório exclusivamente clássico, os alunos do BEC mostraram porque valeu a pena passar o ano inteiro em frente às partituras, estudando tanto. A Orquestra Jovem trouxe um repertório com composições de Mozart (“Sinfonia em La Maior nº 14”) e Antony Dvorak (“Largo”). Já a Banda do BEC executou canções de Peter Milray (“Cake walk phantasy for Band”), Maurice Ravel (“Pavane”) e Percy Aldridge Grainger (“Molly on the shore”).


Se para os alunos o concerto funciona como o primeiro contato com o público, para os professores é o momento de avaliar o trabalho realizado por meses. No próximo fim de semana, será a vez dos Grupos de Dança do BEC se apresentarem. Os bailarinos sobem ao palco do Bloco Cultural dia 27/11 a partir das 19h. A Cia de Dança da Sinfônica de Cubatão é convidada especial e vai encerrar a festa com a coreografia “Golden Days”, vencedora da categoria jazz do Enda 2010, Encontro Nacional de Dança. No domingo (28/11) às 16h Grupos Musicais do Programa (Cameratas, Quartetos, Quintetos) se apresentam, no mesmo local.

Texto: Morgana Monteiro
Fotos: Carlos Felipe

TEATRO DO KAOS OFERECE 30 VAGAS EM CURSO GRATUITO PARA FORMAÇÃO DE ATOR

Alunos encenarão duas peças em cinco estados

O Teatro do Kaos está com incrições abertas para o Projeto Superação, que qualificará profissionalmente 30 atores, até o dia 3 de dezembro. O curso tem a duração de dois anos. Os aprovados participarão de dois espetáculos. As apresentações serão realizadas em cinco estados brasileiros.

O projeto, que conta com patrocínio do Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania, não implica em qualquer custo para os participantes. Os alunos terão como único compromisso a multiplicação dos saberes com outras 400 crianças e adolescentes da Rede Municipal de Ensino de Cubatão. Os que apresentarem melhor desempenho receberão ainda bolsa auxílio de R$ 300,00 por um ano.

As aulas serão ministradas na sede do Teatro do Kaos, na Praça Coronel Joaquim Montenegro, 34, no Largo do Sapo, em Cubatão. Os interessados, de 18 a 29 anos, devem comparecer ao local em horário comercial, de segunda a sexta-feira, com os seguintes documentos: cédula de identidade, CPF e inscrição no PIS, Pasep ou NIT (trabalhador autônomo).

Vale destacar que os formandos receberão gratuitamente o Registro Profissional de Ator (DRT). Outras informações pelo site www.teatrodokaos.org ou pelo telefone (13) 9124-7470.

Texto: melchior de castro jr